Messi faz dois, André Gomes desencanta e Barcelona vence jogo movimentado contra Valencia
Foto: Divulgação/ La Liga

O Valencia costuma ser um rival complicado para os gigantes da Espanha. E neste domingo (19) não foi diferente. No Camp Nou, o Barcelona venceu os ches por 4 a 2, pela 28ª rodada de La Liga, e segue vivo na briga pelo título nacional. No primeiro tempo, Mangala abriu o placar a favor dos visitantes, Suárez e Messi viraram e Munir deixou tudo igual novamente. Na etapa final, porém, o camisa 10 culé voltou a brilhar e anotou outro tento antes de André Gomes, no finalzinho, marcar o primeiro gol com a camisa blaugrana.

Com o resultado, os comandados de Luis Enrique chegam a 63 pontos pontos no campeonato e ficam a dois do líder Real, que tem um jogo a menos. Mal das pernas, o Valencia caiu uma posição em relação ao começo da rodada e fica em 14º lugar, com 30 pontos somados. Agora, vem a primeira Data Fifa de 2017. O futebol de clubes retorna em duas semanas. O Barça visita o Granada no domingo (2), às 15h45 (de Brasília). Às 13h30 do mesmo dia, o time valenciano encara o Deportivo no Mestalla.

Mais uma vez, como de costume, Lionel Messi foi o nome do jogo e atingiu novas marcas impressionantes. O argentino agora soma 25 gols na liga e está ainda mais isolado na ponta do Troféu Pichichi. Além disso, o camisa 10 é o primeiro jogador a anotar este número de tentos em uma só edição do Campeonato Espanhol por oito anos seguidos e o primeiro a fazer 40 em oito temporadas consecutivas, contando todas as competições. Contra o Valencia, em toda a história, são 24. Somente pela Liga, 21. O goleiro Diego Alves é a maior vítima da carreira do gênio. São, também, 100 partidas nas quais Messi anotou um doblete pelo Barça.

Foto: Divulgação/La Liga

Quatro gols só no primeiro tempo

Novamente postado em um 3-4-3, que parece ser a configuração definitiva da equipe até o fim da temporada, o Barcelona encontrou dificuldades impostas pelo sistema defensivo valenciano, mas mesmo assim conseguiu criar chances. Aos sete minutos, Suárez ganhou de Mangala e finalizou sem ângulo para defesa de Diego Alves. Enquanto isso, os visitantes apostavam nos contragolpes, puxados através da velocidade de João Cancelo, Orellana e Munir.

Aos 14 minutos, Suárez invadiu a área e rolou para Messi, que tocou e teve o gol evitado justamente por Orellana, ajudando em cima da linha fatal. Em seguida, o argentino aprontou uma das suas: driblou três, avançou e bateu colocado, buscando o ângulo. Errou por pouco. Com 18 minutos no relógio, o Valencia assustou pela primeira vez com chute forte do garoto Carlos Soler que Ter Stegen espalmou.

Se a posse da bola era controlada pelos catalães e o placar só seguia zerado porque os defensores dos ches realizaram diversos cortes primordiais na hora das finalizações adversárias, o Valencia não precisou de muito para ir às redes. Aos 28 minutos, Munir aproveitou desatenção de Piqué, chegou sozinho mas adiantou demais. O lance acabou em escanteio, que o zagueiro Mangala - um dos personages da partida, cabeceou bonito no cantinho: 0 a 1.

Foto: Divulgação/La Liga

A desvantagem no marcador poderia significar sérias complicações ao Barça, mas não foi o que aconteceu graças a um erro primário de Garay aos 34 minutos. O zagueiro não viu Luis Suárez passar sozinho, e Neymar cobrou lateral na direção do uruguaio, que concluiu de maneira perfeita, no cantinho: 1 a 1. Na sequência, Messi sofreu falta na entrada da área e cobrou por cima, tirando tinta do travessão.

Quando o primeiro tempo parecia fadado a terminar no 1 a 1, tudo mudou. Aos 43, Suárez saía na cara do goleiro e foi puxado por Mangala: pênalti. Por já ter recebido amarelo, o francês foi expulso. Lionel Messi cobrou rasteiro, no meio do gol, e venceu Diego Alves, que pulou para o canto esquerdo: 2 a 1. Assim como no primeiro turno, o brasileiro acabou vencido pelo artilheiro da liga em uma batida de infração máxima. Só que ainda havia jogo antes da ida aos vestiários. E aos 46, Gaya apareceu em buraco na defesa blaugrana e rolou para Munir empatar: 2 a 2 - sem comemoração do ex-canterano do Barcelona e emprestado aos ches.

Munir não comemorou o gol contra o time a qual ainda pertence (Foto: Divulgação/La Liga)

Messi decide, Barça perde caminhão de gols e André Gomes desencanta

Para o segundo tempo, o técnico Voro González recompôs a estrutura defensiva visitante com a saída de Orellana para a entrada do zagueiro Abdennour. Aos seis minutos, Messi achou grande passe para Neymar. Cara a cara com Diego Alves, o camisa 11 bateu e parou na defesa com o pé do arqueiro compatriota. Só que, após cobrança de escanteio, Mascherano recebeu e achou Messi na área. De frente para Abdennour, Lionel puxou para o pé direito e fuzilou: 3 a 2.

Apesar de ter vantagem de 10 contra 11 no número de jogadores e de 3 a 2 no placar do jogo, o Barcelona não aparentava segurança defensiva alguma. Tanto que, aos 11, Munir saiu completamente livre. Acossado por Piqué, o atacante quis driblar duas vezes e acabou desarmado. A partir daí, o caráter do confronto ficou diferente. Muitos espaços nas intermediárias e trocas de contragolpes.

Foto: Miguel Ruiz/FCB

Aos 12, Rakitic poderia ter arrematado ao gol, mas preferiu passar para Messi, que não alcançou. Em seguida, Neymar tentou batida cruzada e errou o alvo. Aos 27, com os ânimos mais acalmados e o Valencia já aceitando a derrota por apenas um tento de diferença, Messi bateu firme e Diego Alves deu rebote. Na pequena área. Suárez perdeu um gol que não costuma desperdiçar. Aos 30, Neymar, em grande fase nas cobranças de falta, tentou mais uma vez e carimbou a ''junta'' da trave com o travessão. Por pouco não anotou outro golaço.

No fim do jogo, André Gomes, que havia entrado no lugar de Rafinha, fez novamente valer a ''Lei do Ex''. A essa altura, Messi há havia recebido o quinto cartão amarelo no campeonato - aparentemente por reclamação. Com isso, ele fica fora da partida contra o Granada, depois da Data Fifa. Quase no fim, Neymar puxou contra-ataque pela esquerda, invadiu a área e rolou para o português balançar as redes pela primeira vez com a camisa blaugrana: 4 a 2 e vitória - suada - confirmada. Segue a busca pela liderança do Espanhol.

VAVEL Logo