Após fazer história no Hoffenheim, Julian Nagelsmann é eleito melhor treinador alemão em 2016

O que seria dito de um treinador de 28 anos de idade que tivesse a missão de evitar o rebaixamento de uma equipe após oito temporadas? Possivelmente a desconfiança seria o sentimento principal entre os torcedores e aficionados desta agremiação. A princípio, foi exatamente isso que aconteceu no Hoffenheim. A missão do clube era difícil. Tentar apagar um começo desastroso na temporada 2015-2016 na Bundesliga e subir aos poucos, para que não disputasse a 2. Bundesliga, o que não acontecia desde 2008.

Para mudar o panorama de sofrimento, a diretoria apostou em Julian Nagelsmann. Com apenas 28 anos, a missão do treinador era difícil. Mas, após uma série positiva de resultados e combinação de outros fatores, o que era praticamente impossível aconteceu. O Hoffenheim saiu da zona de rebaixamento e acabou com as chances de queda na penúltima rodada do torneio mais importante da Alemanha.

Não parou por aí. A temporada 2016-2017 está completamente o inverso das dificuldades do ano anterior. O time foi o último time a perder a invencibilidade dentro das cinco grandes ligas europeias (Premier League, La Liga, Bundesliga, Serie A e Ligue 1). Além disso, o Hoffenheim ainda não perdeu em casa e está muito de disputar as fases eliminatórias da Uefa Champions League na próxima temporada.

Por causa de todos esses fatores, Julian Nagelsmann foi premiado como o melhor treinador da Alemanha no ano de 2016. A solenidade aconteceu nesta segunda-feira (20), e o jovem treinador recebeu a premiação dos diretores da DFB (Associação de Futebol Alemã, em português).

(Foto: Thomas Lohnes/Bongarts/Getty Images)
(Foto: Thomas Lohnes/Bongarts/Getty Images)

Com uma carreira baseada apenas nos times de base do Augsburg e do 1860 Munique, o desafio foi gigantesco em assumir o Hoffenheim e tirar o clube das últimas posições. Por causa do grandioso trabalho, Nagelsmann levou a melhor em uma disputa que contou com Thomas Tuchel, comandante do Borussia Dortmund, e Christian Streich, do Freiburg.

"Estou muito surpreso e orgulhoso por ter vencido este prêmio. Existem tantos colegas que fizeram um trabalho tão grande ao mais alto nível ao longo de muitos anos e que mereciam tal reconhecimento, ao menos tanto quanto eu. Ser honrado dessa maneira como um treinador novato me deixa sem palavras, o que eu raramente sou. Quero agradecer calorosamente a todos os responsáveis, e posso prometer que obter tal prêmio tão cedo na minha carreira de treinador vai servir como grande motivação para continuar no meu caminho", afirmou Julian Nagelsmann.

(Foto: Mathias Hangst/Bongarts/Getty Images)
(Foto: Mathias Hangst/Bongarts/Getty Images)

Carreira

Julian Nagelsmann seria treinador do Hoffenheim apenas no início da temporada 2016/2017, mas os problemas de saúde alegados por Huub Stevens fez com que a diretoria se movimentasse e o colocasse no posto antes do previsto, o que aconteceu em 11 de fevereiro de 2016. O panorama não era tranquilo, uma vez que o clube estava sete pontos da primeira equipe fora da zona de rebaixamento, com apenas duas vitórias em 20 partidas. Mas o clube venceu sete de seus 14 jogos restantes e escapou da degola com uma reviravolta elogiável.

Mas o sucesso não foi apenas na temporada anterior. As escritas continuam a ser feitas pelo jovem treinador. Nesta temporada, apenas duas derrotas (RB Leipzig e Wolfsburg). Desde o período que Julian assumiu o comando dos Hoffs, apenas Bayern de Munique e Borussia Dortmund somam mais pontos na Bundesliga.

Um dos pontos que chamam a atenção no treinador é a variabilidade em alguns sistemas táticos. São montados, por exemplo, sistemas defensivos compostos por três, quatro ou cinco jogadores, além do retorno de bons atletas à boa fase. O atacante Sandro Wagner já assinalou 11 tentos na temporada, enquanto os meias Niklas Süle e Sebastian Rudy já são especulados como reforços do Bayern de Munique na próxima janela de transferências.

A situação do Hoffenheim parece ser bem diferente da temporada 2008/2009. O clube tinha um desempenho semelhante ao do atual, passou boa parte do primeiro turno na liderança do Campeonato Alemão, em sua primeira campanha na parte de cima da tabela de classificação, mas despencou na reta final e terminou no sétimo lugar, sem sequer conseguir uma vaga para a Uefa Europa League. Porém, com números expressivos, a confiança de que o time terá um destino diferente é bem maior.

Atualmente, o Hoffenheim ocupa a quarta colocação na Bundesliga, um ponto atrás do Borussia Dortmund e cinco à frente do Hertha Berlin. Por isso, os Hoffs estão perto de disputar a Uefa Champions League pela primeira vez em sua história mais que centenária. Com 11 vitórias, 12 empates e apenas duas derrotas, o clube está invicto há sete rodadas.

Na próxima rodada, o Hoffenheim tem um importantíssimo duelo contra o Hertha Berlin. Uma vitória no Estádio Olímpico pode deixar o time muito mais perto da competição continental. O jogo será realizado às 15h30 da sexta-feira (31), após a realização dos amistosos e jogos das Eliminatórias para a Copa do Mundo FIFA 2018.

VAVEL Logo