Spalletti admite deixar a Roma caso não conquiste títulos: "Seria minha culpa também"

A Roma vive momentos de indefinição em relação ao comando do elenco na próxima temporada. Luciano Spalletti tem contrato válido até o fim desta temporada e ainda não anunciou a renovação do seu vínculo.

Após a vitória contra o Empoli, o treinador acenou com a possibilidade deixar o clube, principalmente em caso de uma temporada sem nenhum título conquistado, afirmando que teria cometido erros em não aproveitar o potencial dos jogadores da equipe, se não for campeão da Copa Itália ou da Serie A, competições que os giallorossi ainda disputam.

O discurso de Spalletti após a partida foi recheado de elogios aos seus comandados. Além disso, o técnico romanista falou sobre a eliminação na Uefa Europa League, considerando a mesma como precoce.

"Temos um problema de consistência aqui. Fomos eliminados da Europa League, onde poderíamos ter conseguido mais. Eu sou verdadeiro com meus jogadores, falo a verdade para eles: eles são fortes, devem querer ganhar e se falharem, então é nossa culpa e me incluo nisso. 'Se não vencermos, vamos construir algo diferente na próxima temporada'? Que tipo de pensamento é esse?", questionou o treinador, incomodado com o teor das perguntas.

Na próxima terça-feira, a Roma enfrentará a Lazio pelo jogo de volta de uma das semifinais da Copa Itália. O confronto também foi destacado por Spalletti.

"O jogo de terça é absolutamente decisivo para nós, não se pode negar. Se tivéssemos perdido hoje, ou tido um resultado negativo, imagine como seria tentar motivar os jogadores amanhã de manhã e focá-los em estudar os erros. Estamos chegando a uma partida fundamental. A Lazio tem a vantagem, eles estão em um bom momento e vamos ver o que acontece", declarou o treinador.

Por fim, o técnico da Roma falou sobre o seu futuro na equipe. Sem contrato garantido para a temporada 2017/2018, Spalletti vem apresentando bons resultados, mas precisa de títulos para se garantir no cargo, segundo ele mesmo avalia.

"Nos cinco minutos antes de entrarmos em campo, eu digo ao time que eles são fortes e deveriam vencer. Eles têm qualidade para vencer, então se não conseguem, evidentemente eu não fiz o trabalho correto, e então seria justo que eu fosse embora", afirmou.

VAVEL Logo