Com gol de jovem promessa eslovaca, Gladbach bate Hertha e respira na Bundesliga
Foto: Divulgação/Borussia

Borussia Mönchengladbach e Hertha Berlin se enfrentaram nesta quarta-feira (5) no Borussia-Park, em Mönchengladbach, pela 27ª rodada da Bundesliga. Com aspirações de conquistar uma vaga na Europa League e ao mesmo tempo se preocupando com rebaixamento, os Potros venceram por 1 a 0, com gol do jovem László Bénes.

Com o triunfo, os Foals subiram para a nona colocação, com 36 pontos, à medida que o Hertha, que acumulou mais uma derrota como visitante, caiu para o sexto lugar, com 40 pontos.

Na próxima rodada, os Borussen terão o jogo mais importante da temporada, o Rhinederby contra o Colônia, fora de casa, no sábado (8), enquanto o Hertha receberá o Augsburg, que está em queda livre na competição.

Gladbach reencontra força ofensiva e sai em vantagem

Depois de três partidas na Bundesliga sem conhecer uma vitória, o Gladbach tratou de demonstrar que estava disposto a se reencontrar com os triunfos e com menos de 2’ de partida, teve uma grande oportunidade de abrir o placar, após jogada de Hofmann, o belga Hazard, com gol a sua disposição, foi milagrosamente bloqueado Torunarigha.

Os Potros abriram o placar aos 16’ em jogada solo de László Bénes, jovem de 19 anos que fazia sua estreia como titular. O meio-campista eslovaco recebeu na intermediaria, abriu espaço e arrematou, em um chute forte e rasteiro, não dando chances ao goleiro Jarstein, que nada pode fazer. Os visitantes tentaram responder aos 29’, mas Alexander Esswein desperdiçou uma grande oportunidade de igualar o marcador.

Salomon Kalou ainda tentou assustar no último lance da etapa inicial, quando o juiz já deveria ter apitado – para revolta dos dirigentes do Gladbach no banco de reservas. O experiente atacante cobrou com maestria uma falta, mas para azar do Hertha, a bola acertou o travessão.

Gladbach pressiona, faz blitz, mas para em atuação de Jarstein

Sem se acomodar com a vantagem mínima, os donos da casa logo partiram para o ataque, iniciando a etapa complementar com muita força. Lars Stindl, capitão da equipe, quase balançou as redes no primeiro lance, no entanto a finalização do meia-atacante passou a centímetros da trave, assustando o Hertha. O capitão voltaria a parecer minutos depois, quando Thorgan Hazard realizou excelente jogada individual e serviu Stindl, que parou em grande defesa de Jarstein.

A pressão dos Borussen era enorme e aos 59’, Jonas Hofmann conseguiu a façanha de acertar a trave duas vezes em apenas um minuto. Primeiro em uma tentativa de voleio e posteriormente em um chute colocado, na outra trave.  Se por um lado o Gladbach pressionava incessantemente em busca de ampliar sua vantagem, do outro lado um inoperante e apático Hertha apenas assistia o massacre, assegurando em uma grande atuação de seu goleiro, principal responsável pelo placar magro.

Dieter Hecking ainda deseja mais um gol, e promoveu a entrada de Ibrahima Traoré – que retornara aos gramados depois de aproximadamente cinco meses lesionado -, além de Hahn na vaga de Hazard, outro com excelente exibição no Borussia-Park. Sem sustos, mas também sem conseguir ampliar

Os Potros tiveram outra boa oportunidade no último lance da partida, quando Jonas Hofmann, em jogada brilhante jogada individual, armou um excelente contra-ataque, mas o passe para Hahn foi bloqueado. Nada que impedisse o triunfo do Borussia Mönchengladbach

VAVEL Logo