Ídolo do Manchester United, Ryan Giggs relembra carreira e exalta Cristiano Ronaldo e Zanetti

A influência de Ryan Giggs dispensa comentários, com 963 partidas e 24 anos dedicados somente ao Manchester United, o galês é um dos principais atletas da história do futebol mundial. Pelos Red Devils, Giggs venceu nada mais nada menos que 35 títulos, sendo 13 Premier League e duas UEFA Champions League, fora as 23 conquistas individuais ao longo da estrada como jogador profissional.

Com todo este currículo, ser um jogador marcante na histórica e brilhante carreira de Ryan Giggs é um privilégio para poucos, e segundo o próprio galês, em entrevista cedida nesta última sexta-feira (7) ao site da UEFA, dois merecem muito destaque, o português Cristiano Ronaldo e o argentino Javier Zanetti. Foi difícil para o galês citar ambos, pois com a grande trajetória que possui como atleta profissional, foram muitos jogadores bons com que atuou e enfrentou.

Segundo o ex-atleta, Cristiano Ronaldo foi o melhor jogador que Giggs atuou junto: "É difícil dizer o melhor jogador com que eu joguei, mas digo Cristiano Ronaldo", admitiu.

Cristiano Ronaldo e Giggs atuando juntos pelo Manchester United | Foto: Getty Images
Cristiano Ronaldo e Giggs atuando juntos pelo Manchester United | Foto: Getty Images

Por outro lado, Giggs teve que escolher o melhor defensor que já enfrentou, nomeando Javier Zanetti: "O melhor defensor que enfrentei? Javier Zanetti, o zagueiro argentino que atuava na Internazionale. Joguei contra ele algumas vezes em 1999", relembrou o ex-atleta.

Vencedor de duas UEFA Champions League (1998/99 e 2007/08), o galês escolheu a campanha da UCL de 1999 como a mais memorável: "A Champions que mais me recordo? Pela sensação que vivi no campo, escolho a de 1999. O apito final da partida no Camp Nou é talvez a minha melhor memória no futebol". disse. 

Para encerrar, Giggs comentou sobre a última Eurocopa disputada pela seleção de Gales: "Como qualquer pessoa a minha seleção me deixou orgulhoso. Andando para a frente, a concorrência não podia acreditar que estávamos indo tão longe. No final poderíamos ter vencido", concluiu.

VAVEL Logo