Com dois de Zaza, Valencia vence e complica a situação do Granada
Foto: Divulgação/La Liga

Na manhã deste domingo (9), o Granada recebeu o Valencia no Estádio Nuevo Los Cármenes, pela 31ª rodada do Campeonato Espanhol e foi derrotado. Simone Zaza duas vezes e Santi Mina, marcaram para os visitantes, Ponce descontou para os donos da casa. Com a derrota, o Granada permanece com 20 pontos, na penúltima colocação, praticamente rebaixado. Já o Valencia, que não aspira nada na competição, chegou aos 39 pontos, na 12ª posição. Ambas as equipes voltam a campo no próximo domingo (16), o Granada joga novamente em casa, diante do Celta, enquanto o Valencia, também em casa, recebe o Sevilla.

A partida não teve um domínio claro durante o primeiro tempo. Mesmo com a necessidade da vitória para permanecer vivo na briga contra o rebaixamento, o Granada não conseguiu impor o seu jogo. Até ficou um pouco mais com a bola nos pés, mas, sem muita criatividade, criou poucas chances de gol. Já o Valencia, que praticamente cumpre tabela na competição, jogava mais fechado, esperando a oportunidade pra sair no contra-ataque. Ao longo da primeira etapa, os visitantes foram quem mais criaram oportunidades de gol, principalmente com Zaza, que esteve muito bem. Aos 15', o italiano recebeu bola na entrada da área e bateu forte de esquerda, a bola passou perto, mas foi pra fora. Um minuto depois a resposta veio com Wakaso, que recebeu de Andreas Pereira e bateu de primeira, Diego Alves foi no cantinho para espalmar pra escanteio.

A partir daí Simone Zaza dominou o jogo. Com 19 minutos, após cruzamento de Montoya, o centroavante se antecipou à marcação e acertou cabeçada improvável no canto, para abrir o placar. Sem dar tempo de comemorar, Zaza marcou o segundo dois minutos depois. Santi Mina fez jogada pela direita e cruzou, Zaza apareceu livre na pequena área e de carrinho tocou para o fundo da rede. E o terceiro quase veio dos pés do italiano, que recebeu na área em contra-ataque puxado por Soler e bateu de canhota, mas o goleiro Ochoa apareceu muito bem para desviar a bola pra escanteio. O terceiro gol estava cada vez mais maduro, Santi Mina chegou a marcar de cabeça, mas estava impedido e o gol foi corretamente anulado. E o primeiro tempo terminou com o Valencia sendo melhor, tendo chances de implacar uma goleada.

O segundo tempo veio com um panorama um pouco parecido, o Granada ficava mais com a posse de bola no campo ofensivo, enquanto o Valencia buscava o contra-ataque. Logo no começo, Ponce teve duas chances, mas as finalizações saíram fracas, sem muito perigo. E aos 55 minutos o gol que praticamente definiria a partida. Carlos Soler cruzou rasteiro da direita, Santi Mina correu por trás da marcação e finalizou livre, no canto, sem chances para Ochoa. Aos 65’, Diego Alves quis dar um pouco de emoção ao jogo, o goleiro brasileiro escorregou ao cobrar um impedimento dentro de sua área, a bola caiu nos pés de Ponce, que passou pela marcação e bateu de canhota no cantinho, diminuindo o placar para os donos da casa. Mas nem o gol conseguiu animar muito a equipe andaluz, que até permaneceu mais com a bola no ataque, mas não conseguiu levar perigo ao gol do Valencia. Faltando 10 minutos pro fim, Munir ainda teve duas boas oportunidades para os visitantes. Na primeira, Ochoa fechou bem o ângulo, defendendo com a perna e ainda fez uma defesa de incrível reflexo no rebote aproveitado por Soler, na segunda, Ochoa não conseguiu defender, mas finalização do espanhol foi pra fora. A partida terminou com um Granada sem muito poder de reação diante de um Valencia satisfeito, administrando o resultado.

VAVEL Logo