Lutando contra rebaixamento, Diego Bortoluzzi substitui Diego López no comando do Palermo

O Palermo trocou de presidente, mas a fama de demitir treinadores não mudou. Em menos de dois meses na presidência, Paul Baccaglini já fez sua primeira vítima, o técnico Diego López. Porém, o presidente ítalo-americano não demorou muito e ao mesmo tempo que anunciou a demissão do comandante uruguaio, anunciou a chegada do treinador Diego Bortoluzzi. O diretor esportivo do clube, Nicola Salerno, se demitiu e também está deixando a equipe siciliana.

Aos 50 anos, essa será a segunda vez que Bortoluzzi irá comandar uma equipe, a última foi o Treviso em 2006. Grande parte da sua carreira fora dos gramados foi como auxiliar técnico, tendo passado pelo Palermo em duas oportunidades como auxiliar de Francesco Guidolin. Em coletiva nesta terça-feira (11), Baccaglini comentou sobre as recentes demissões.

"Recebemos e aceitamos a demissão do diretor esportivo Salerno, e agradecemos pelo que ele deu ao clube", declarou o presidente sobre a demissão de Nicola Salerno.

"Nós não podemos permitir atitudes derrotistas nestes últimos jogos, devemos a nós mesmos, aos fãs e as cores de prestígio da nossa equipe para lutar sete jogos até a morte e deixar tudo em campo. Eu herdei um esquadrão que está passando por um momento difícil, e eu estou tentando fazer de tudo para sacudir os jogadores e obter as cabeças erguidas novamente. Por esta razão, eu ofereci aos jogadores uma recompensa por ficarem na Serie A, este pretende ser um forte sinal pelo clube para mostrar o quanto acreditamos e estamos lutando por esse objetivo", disse Baccaglini.

"Para esse fim, decidimos retirar Diego López de suas funções como treinador, ele herdou uma situação difícil e agradecemos-lhe por seu trabalho duro. Voltamos os olhos para a nossa academia para um novo treinador, Diego Bortoluzzi, que foi assistente de Francesco Guidolin e recomendado por ele, vai trazer o seu compromisso para terminar esta temporada da melhor maneira. Peço aos torcedores do Palermo que sejam pacientes e acreditem no projeto que trará à cidade a emoção que merece", concluiu.

Bortoluzzi é o quinto treinador a passar pelo clube siciliano nesta temporada. Além dele, Roberto De Zerbi, Davide Ballardini, Eugenio Corini e Diego López tentaram sem sucesso tirar o Palermo da horrível situação em que está no campeonato italiano. Na gestão anterior do polêmico Maurizio Zamparini, juntando as últimas duas temporadas, mais de dez técnicos foram demitidos.

Faltando sete rodadas para o final da Serie A, o Palermo é o 19º colocado com 15 pontos, oito de distância do Empoli, primeiro clube fora da zona de rebaixamento. 

VAVEL Logo