Atlético de Madrid desperdiça dois pênaltis, mas bate Osasuna sem dificuldades

Mesmo com time misto, visando a Champions no meio de semana, o Atlético de Madrid deu mais um excelente passo para garantir a vaga direta para a próxima Champions League ao vencer o lanterna Osasuna por 3 a 0, com dois gols de Carrasco e um de Filipe Luís.

Com a vitória, o time colchonero vai a 65 pontos e mantém a terceira colocação e abrindo quatro pontos do Sevilla, quarto colocado, que ainda joga na rodada. Já o Osasuna segue com 17 pontos e amarga o último lugar, a 10 pontos do Leganés, que é o primeiro fora da zona de rebaixamento.

O próximo compromisso do Atleti é contra o Leicester, na próxima Terça (18), no jogo de volta pelas quartas-de-final da UEFA Champions League. Já o Osasuna volta a campo no Sábado (22), quando recebe o Sporting Gijón em um confronto de desesperados pelo Campeonato Espanhol.

Atlético chama a responsabilidade contra um Osasuna inofensivo

O Atlético começou tomando todas as iniciativas da partida, mas sem conseguir levar perigo ao gol adversário. A primeira chegada veio aos 9 minutos, em uma boa jogada de Filipe Luís, que tocou para Juanfran chutar livre, mas sem muita direção.

Mas chance clara mesmo, só veio aos 28', quando Giménez fez uma bela arrancada, levou para a linha de fundo e cruzou para Correa, que pegou mascado na bola, e ela passou ao lado do gol. Mas dois minutos depois, Carrasco fez uma bela jogada individual, limpou o zagueiro e chutou rasteiro no canto para abrir o placar para os colchoneros.

O Osasuna não demonstrava nenhum tipo de reação, com seu elenco limitado, não conseguiu uma finalização certa durante todo o jogo. Enquanto o Atlético continuava chegando, ainda no primeiro tempo teve mais duas boas chances com Godín, que cabeceou livre e a bola passou muito perto do gol, e com Torres, que recebeu sozinho, tentou cobrir o goleiro, mas pegou errado na bola. E o placar de 1 a 0 permaneceu até o final do primeiro tempo.

Sirigu brilha, mas não impede o Atlético de ampliar o placar

No segundo tempo, o Atlético voltou ainda mais incisivo, logo aos 47', Gaitán deu um lindo lançamento para Carrasco, que cabeceou livre e colocou Sirigu com bola e tudo dentro das redes para ampliar o jogo. Foi a primeira assistência do argentino no Campeonato Espanhol.

A partir daí o goleiro italiano Sirigu começou a brilhar. Aos 55', Torres chutou a queima roupa e o goleiro salvou com os pés. Mas aos 61' não teve jeito, o brasileiro Filipe Luís recebeu belo passe de Correa e chutou de perna direita no cantinho para marcar o terceiro do Atlético.

Com o placar garantido, Simeone sacou Torres e Filipe, visando o jogo de Quarta pela Champions, e colocou Savic e Tiago para ganhar alguns minutos. O português, voltando hoje de lesão após quatro meses sem jogar. E logo depois, tirou Gaitán para Alessio Cerci fazer a sua estreia no Campeonato Espanhol na temporada, o italiano foi muito ovacionado pela torcida.

O Atlético seguia com o domínio do jogo, mas sem muita objetividade, já se mostrando contente com o resultado, até que aos 88', Correa foi derrubado na área por Sirigu, e o juiz marcou pênalti. Carrasco pegou a bola com a chance de fazer o hat-trick, mas Sirigu foi no cantinho e defendeu. Mas dois minutos depois, De Las Cuevas colocou a mão da bola dentro da área, e o juiz assinalou outro pênalti. A torcida pediu para Cerci bater, mas Thomas foi para a bola, e, Sirigu defendeu de novo, salvando duas vezes o Osasuna de uma goleada. E ficou por isso.

VAVEL Logo