River Plate bate Boca Juniors na Bombonera e reduz diferença para rival pela liderança
(Foto: Divulgação/Boca Juniors)

Fim de semana de clássicos argentinos, entre eles, um dos maiores clássicos do mundo, Boca Juniors e River Plate se enfrentaram na La Bombonera pela 24º rodada do Campeonato Argentino.

O primeiro colocado do torneio, recebeu em suas dependências o 7º colocado, que com essa vitória chegou a 3º posição. A vitória era fundamental para o Boca Juniors, que é acompanhado por perto pelo San Lorenzo, equipe na qual ganhou do Huracán por 1 a 0 nessa mesma rodada, chegando a 46 pontos. Mas o dia não era favorável aos Xeneizes que perderam em casa, para seu maior rival por 3 a 1.

O próximo jogo da equipe Bostera é contra o Newell’s Old Boys, já os Millonarios visitarão o Gimnasia La Plata.

River marca dois gols e sai com a vantagem

A partida deu início demonstrando que a vida dos donos da casa não seria fácil, uma vez que logo no primeiro minuto Insaurralde saiu mal, deixando a bola com Fernandez que por pouco não abriu o placar.

Aos quatro minutos de jogo, Casco acabou lesionado e deu lugar a Mayada, que entrou na partida com todo gás. Nesse mesmo minuto, Benedetto mandou um belo chute, que foi desviada pra fora. O Boca parecia ter controle da partida, aos sete minutos, Pavón cruzou e Centurion cabeceou mal, pra fora, boa chance para os Bosteros desperdiçada.

O River respondeu, aos 16 minutos Pity Martínez de voleio marcou para os Millonarios, uma grande jogada que passou por Fabra e finalizou nas redes. River Plate 1 a 0. O jogo não estava fácil e nesse momento para piorar a situação Bostera, Centurion pediu a substituição, havia sentido lesão. Entrou Bou em seu lugar.

A defesa do Boca parecia não estar em campo, com grandes problemas nessa posição, Rossi foi um dos destaques, salvando a equipe Azul y Oro por diversas vezes, como por exemplo aos 19 minutos, quando Driussi passou por trás de Peruzzi e finalizou, Rossi fez uma bela defesa.

O River se aproveitava dos erros defensivos, aos 23 minutos, após erro de Peruzzi mais uma vez, Martínez encontrou Lucas Alario que ficou sozinho na área e finalizou para o gol dos donos da casa. Millonarios 2 a 0. Os Xeneizes até tentavam chegar, mas sempre eram bloqueados pela defesa Millonaria. Fabra recebeu grande passe de Pablo Perez, mas o goleiro adversário conseguiu bloquear a jogada se chocando com o jogador, que ficou caído. A torcida local pedia pênalti, mas o juiz acabou amarelando o camisa 18 do Boca.

O meio campo dos donos da casa não funcionava, a defesa era um desastre, era a situação perfeita para o River Plate massacrar seu maior rival. Aos 42 minutos Rossi salvou cara a cara com Maidana, quase o terceiro dos Millonarios.

Apesar do sufoco passado, o Boca teve momentos de alivio, quando já nos acréscimos do primeiro tempo, Moreira fez falta em Pablo Pérez, na cobrança Gago marcou um golaço, diminuindo o placar. Foram para o vestiário com o placar de 2 a 1 para os visitantes.

River marca mais um e liquida o superclássico

Os últimos 45 minutos começaram com chance para os donos da casa, mas Benedetto ao chutar mandou a bola em um defensor do vermelho e branco, se passasse tinha grandes chances de gol.

Os Millonarios queriam mais, aos 12 minutos Fernandéz após bela jogada de Alario e Driussi, finalizou no gol e mais uma vez Rossi fez uma belíssima defesa. A situação não estava fácil para os Bosteros.

Aos 17 minutos da segunda etapa, Insaurralde deu a bola de presente para Martínez que não aumentou o placar por pouco, logo após Vergini também deu a bola de presente, mostrando que a defesa do Boca não funcionava, somente Barrios tinha um bom rendimento.

Para não dizer que os Xeneizes não tiveram chances, aos 25, Benedetto estava chegando para finalizar, mas Batalla teve boa saída e evitou o empate do Azul y Oro, Quatro minutos depois, outra vez o camisa 9 do Boca recebeu cruzamento de Peruzzi e dessa vez de cabeça finalizou pra fora.

Próximo do fim, outro erro da defesa Bostera, dessa vez após saída errada os Millonarios armaram contra-ataque e Auzqui ficou cara a cara com Rossi, mas acabou finalizando pra fora.

A melhor chance para os donos da casa veio aos 44 minutos, quando Bou finalizou à queima-roupa em Batalla, que fez excelente defesa. No rebote, Peruzzi também finalizou à queima-roupa e o goleiro também defendeu. Que chance perdeu o Boca e que sequência linda fez o arqueiro Millonario!

Já nos acréscimos, Gago e Betancur deram uma bola de presente para Driussi que não desperdiçou e arrematou para o gol, marcando o terceiro. Na comemoração tirou a camisa e foi amarelado por isso. A partida terminou em 3 a 1 para os visitantes e maiores rivais do Boca Juniors, que agora entram na briga pelo título do argentino.

VAVEL Logo