Carta aberta a Francesco Totti, o maior ídolo de todas as gerações de romanistas
O maior de todos os tempos a vestir a camisa romanista (Arte: Hugo Alves/Editoria de Arte)

Este texto vai estar lotado de clichês, com toda a certeza. Afinal, neste domingo (28), o maior ídolo que já passou pela Roma se despede dos gramados. Mas, no começo desta mensagem a Francesco Totti, eu queria evitar o maior deles. Eu não vou agradecer. Antes de mais nada, Capitano, eu queria pedir desculpas. Como romanista, sei bem o que você conquistou conosco e, mais ainda, sei o que merecia ter conquistado, por toda sua capacidade técnica e, principalmente, pelo amor que sempre demonstrou pela camisa giallorossa.

Para nós, você é muito mais que um jogador. Muito mais que uma camisa, muito mais que um ídolo. Você é, sem a menor sombra de dúvidas, um de nós. Sempre demonstrou que era um torcedor dentro de campo e, te vendo nos gramados, seja do Olimpico, seja do Santiago Bernabéu, todo romanista pode sentir um gostinho do que seria vestir a camisa da Roma, porque você sempre nos representou, contra todos os adversários, especialmente nos jogos mais importantes e em todo Derby Della Capitale.

Comemorar vitória sobre o maior rival, do lado da torcida, com um bandeirão na mão? Totti assinou o atestado de torcedor em 2006 (Foto: New Press / Getty Images)
Comemorar vitória sobre o maior rival, do lado da torcida, com um bandeirão na mão? Totti assinou o atestado de torcedor em 2006 (Foto: New Press / Getty Images)

É por tudo isso que um título da Serie A, duas Copas Itália e duas Supercopas Italiana não podem ser suficientes para alguém que merecia o mundo. Mas a Roma, infelizmente, não foi suficiente para te dar mais do que isso. Batemos na trave oito vezes na liga. Mais cinco vezes na copa. Três na Supercopa. Na Champions League, só conseguimos te levar até as quartas de final, no máximo. Desculpe, Capitano. Você merecia mais. Apesar disso, preferiu seguir vestindo a maglia giallorossa. E é aí que agradeço.

Nossa maior tristeza é não ter visto essa cena se repetir mais vezes. Desculpe, Capitano (Foto: Claudio Villa / Getty Images)
Nossa maior tristeza é não ter visto essa cena se repetir mais vezes. Desculpe, Capitano (Foto: Claudio Villa / Getty Images)

Obrigado por nunca ter deixado a Cidade Eterna e nunca ter vestido outra camisa que não a da Squadra Azzurra, mesmo recebendo propostas de times como o Real Madrid. Obrigado por ter sido o símbolo de várias gerações da Roma. Centenas de jogadores passaram por este clube desde sua estreia, em 1993, mas só um seguiu até este momento. Por esse feito, não tenho nada a fazer, se não agradecer. Obrigado também por fazer a Roma ter o segundo maior artilheiro da história do futebol italiano, superando nomes como Nordahl, Del Piero e Giuseppe Meazza. É um orgulho sem tamanho.

Orgulho, aliás, foi o que você nos deu durante 24 anos de dedicação a esse time. Deu certo. Você entrou para a história, e seu nome estará para sempre marcado nos recordes deste clube. Você é nosso maior artilheiro, em todas as competições possíveis. É o jogador que mais vestiu a camisa grená e dourada em toda a história de 90 anos da Roma. Por fim, é o maior artilheiro de um dos clássicos mais importantes do mundo: são 11 gols contra a Lazio, que nunca esqueceremos.

Francesco, disseram que sua carreira havia acabado e que você não voltaria a ser quem era, mais de uma vez. E você provou que todos estavam errados. Ganhou o mundo, como sempre mereceu, com a Itália, em 2006, sendo fundamental na campanha, pouquíssimo tempo depois de se recuperar de uma lesão grave. Ninguém pode se esquecer de seu gol, no fim da partida contra a Austrália, que foi extremamente importante para que a Seleção Italiana seguisse na competição. Suas imagens com a taça da Copa do Mundo revelam toda a sua felicidade, sem precisar de nenhuma legenda.

Namore alguém que te beije com tanta felicidade no olhar quanto o Totti beijou a taça da Copa (Foto: Patrick Hertzog/AFP)
Namore alguém que te beije com tanta felicidade no olhar quanto o Totti beijou a taça da Copa (Foto: Patrick Hertzog/AFP)

Entre todos os gols, assistências e dribles espetaculares, você nos proporcionou momentos tão únicos que também jamais serão esquecidos. A selfie, depois de empatar o jogo contra a Lazio, em pleno Olímpico, ganhou o mundo. Antes disso, você já havia comandado uma câmera de TV, também no Derby, e indicado um quatro, em goleada sobre a Juventus, como que mandando um adversário "baixar a bola". A vibração pelo gol da vitória sobre a Velha Senhora, pela Copa Itália, em 2013, nos classificando para a decisão, com a alegria de um menino, também ficará para sempre marcada.

Da selfie com a torcida, quase todos lembram. Mas Totti já tinha relação íntima com câmeras há tempos (Foto: Paolo Cocco / AFP)
Da selfie com a torcida, quase todos lembram. Mas Totti já tinha relação íntima com câmeras há tempos (Foto: Paolo Cocco / AFP)

Ao longo do tempo, os giallorossi viram muitas de suas fases. Desde o garoto de apenas 16 anos, que estreou e lutou por seu espaço no time, passando pelo astro de cabelos longos, camisa 10, capitão e craque do time, até o veterano, líder e maior referência para qualquer um que chegasse em Trigoria para treinar, apesar de não jogar muitos minutos. Era como se, durante todos esses anos, qualquer um pudesse ter visto seu processo de crescimento na Roma, que vai terminar com sua coroação como verdadeiro Rei da capital.

Por fim, Totti, muito obrigado por ter sido meu maior ídolo no futebol. Muito obrigado por, ao lado de Daniele De Rossi, Vincenzo Montella e Simone Perrotta, ter ajudado a me tornar romanista. Obrigado por ter me dado a oportunidade de ver um dos maiores jogadores de todos os tempos jogar por um período tão longo. E obrigado, acima de tudo, por ser único e ter se tornado, pra sempre, nosso eterno Capitano. C'é solo un capitano! Grazie per tutto, Francesco!

A festa da torcida romanista ficará mais triste a partir deste domingo. Mas Totti estará eternizado na mesma (Foto: Gabriel Bouys / AFP)
A festa da torcida romanista ficará mais triste a partir deste domingo. Mas Totti estará eternizado na mesma (Foto: Gabriel Bouys / AFP)
VAVEL Logo