Recém-ascendido à segunda divisão italiana, Parma é vendido a investidores chineses

Seguindo os passos de Milan e Internazionale, mais uma equipe italiana cedeu aos encantos dos milionários grupos chineses.

Presidente da agência de marketing Desport, Jiang Li Zhang anunciou nesta quinta-feira (22) a compra de 60% dos direitos do tradicional Parma, após alguns meses buscando o acordo. O mandatário Zhang ainda é dono do espanhol Granada, e mantém negociações avançadas para adquirir parte do Crystal Palace, da Inglaterra. 

+ O gigante de Ennio Tardini

Peça importante na venda do clube italiano ao lado do ex-presidente Marco Ferrari, o ex-atacante Hernán Crespo será o vice-presidente da equipe. O argentino atuou no momento mais importante da história centenária dos Crociati, no final da penúltima década, jogando ao lado de Buffon, Cannavaro e Thuram. Crespo ainda encerrou sua brilhante carreira pelo clube, em 2012, finalizando sua passagem com 72 gols em 162 partidas disputadas. Hernán chegou a comandar também as equipes de base do Parma como treinador, mas acabou deixando de lado a função.

Crespo aposentou-se como treinador no ano retrasado, quando deixou o Modena

A venda acontece em um momento de extrema excitação do Parma. O clube faliu em 2015, foi rebaixado para a quarta divisão italiano e passou por uma intensa reformulação. Na temporada passada, conquistou seu acesso à terceira divisão, e no último final de semana em Florença, garantiu sua vaga na Série B, ao derrotar o Alessandria nos play-offs. 

A expectativa agora é que o Parma consiga montar um elenco competitivo para brigar pelo acesso à Serie A na próxima temporada. Recém comandado por mandatários chineses, o Milan é o exemplo a ser seguido. O Diavolo tem movimentado bastante o mercado europeu nas últimas semanas, visando retomar o caminho das glórias na Itália. 

VAVEL Logo