Pizzi celebra classificação do Chile e destaca luta dos jogadores: "Incrível esforço coletivo"

Na tarde desta quarta-feira (28), Chile e Portugal protagonizaram uma bela semifinal de Copa das Confederações. O grande embate teve final feliz para os sul-americanos, que, após um emocionante 0 a 0 durante o tempo regulamentar e prorrogações, bateram os atuais campeões europeus nas penalidades.

Após a peleja de tirar o fôlego, Juan Antonio Pizzi chegou à coletiva de imprensa nitidamente aliviado e satisfeito com o que viu de seus comandados, momentos antes. Em sua primeira fala, o treinador chileno exaltou a entrega e o espírito aguerrido de seus comandados e analisou a partida. Para o treinador, foi uma grande partida de futebol, de alto nível técnico.

"Estou muito feliz. Vi um grande esforço dos meus jogadores e uma grande partida de futebol. Apesar do placar sem gols, as duas equipes jogaram em alto nível. Todos os jogadores que estavam em campo se doaram ao máximo. Acredito que tivemos algumas chances a mais de marcar, principalmente nos últimos minutos do jogo. Mas foi uma partida muito equilibrada, sem grandes erros.", analisou.

Um dos nomes mais citados durante a entrevista coletiva de Pizzi foi o de Claudio Bravo, obviamente. O arqueiro chileno foi o mais festejado pelos companheiros e saiu de campo como o herói da classificação, após defender três cobranças de penalidades. O treinador chileno fez questão de falar sobre o grande comprometimento de seu capitão, afirmando que houve uma grande preparação pré-jogo.

"Ninguém espera que uma partida se decida nos pênaltis. É tudo muito incerto. Após Claudio defender a primeira cobrança, nossos jogadores tiveram tranquilidade e contundência para marcar. Ele [Claudio Bravo] estudou muito bem os batedores, recebeu informações de como cada adversário gosta de cobrar. Se preparou muito bem para esse tipo de situação.", afirmou Pizzi.

Perguntado sobre alguma preferência de adversário para a grande final da Copa das Confederações, o comandante chileno foi bastante diplomático: "Não me importo. Nesta altura, não podemos escolher adversário. Estamos preparados para enfrentar quem vier."

O Chile aguarda a outra semifinal, a ser realizada nesta quinta-feira (29), as 15h. Em Sochi, Alemanha e México lutarão pela segunda vaga na grande decisão.

VAVEL Logo