Athletic Bilbao 2017/18: sem Valverde, mas com base mantida para seguir sonhando na Europa
Foto: Editoria de Arte/VAVEL Brasil

Mais uma temporada futebolística se aproxima na Espanha tendo novamente o Athletic Bilbao forte, não somente no cenário nacional, mas também no internacional. 

Uma das principais ameaças dos gigantes Real Madrid e Barcelona em solo espanhol, Los Leones seguem apostando na manutenção de seu plantel, que é constituído de uma mescla quase que ideal de experiência e juventude. Contudo, a única (e enorme) diferença dentre as jornadas anteriores está fora das quatro linhas, mais precisamente no banco de reservas. Após quatro temporadas Ernesto Valverde deixou o comando basco rumo à Catalunha, dando lugar ao promissor 'Cuco' Ziganda

Curta pré-temporada e duelos decisivos na UEL

Classificado à fase de play-offs da Uefa Europa League, os breves confrontos pela competição internacional acirraram as atividades preparatórias do Athletic neste início de segundo semestre. O primeiro duelo amistoso aconteceu na Suíça, e com um resultado não muito favorável: derrota por 3 a 2 para o Basel no Stade du Christ-Roi, em Lens. 

Entre os duelos pela UEL, o Athletic perdeu Iturraspe. O meia sofreu uma lesão muscular no amistoso contra o Reus

Duas semanas depois, os bascos partiram para a primeira 'final' contra o Dínamo Bucarest. Na Romênia, Laporte inaugurou o marcador na casa do adversário, mas foi ofuscado por Rivaldinho, (filho do meio-campista Rivaldo, pentacampeão mundial), que deixou tudo igual. Para o jogo de volta, Iñaki Williams reforçou a equipe de Ziganda, que não tomou conhecimento e goleou o Dínamo por 3 a 0 no San Mamés. Raúl García foi às redes duas vezes e Aduriz fechou o placar.  

O rival na próxima fase da UEL está definido: será o Panathinaikos, da Grécia. Os duelos estão marcados para 17 e 24 de agosto, com o confronto decisivo sendo realizado no País Basco. Como último duelo preparatório, o Bilbao encarou o Liverpool de Coutinho no Anfield: derrota por 3 a 1.

Aduriz começou a temporada com o pé direito (Foto: Juan Manuel Serrano Arce/Getty Images)
Aduriz começou a temporada com o pé direito (Foto: Juan Manuel Serrano Arce/Getty Images)

Poucas saídas e muitos retornos

Novamente boa parte das fichas do Athletic são jogadas na manutenção do elenco. Da liderança de Aduriz e Raúl García à habilidade de Muniain e Williams e a segurança imposta por Laporte De Marcos, apenas peças pouco utilizadas na temporada anterior deixaram o clube.

O setor defensivo foi o mais afetado: saíram Elustondo (em definitivo), Etxeberría e Iriondo (ambos por empréstimo); os meio-campistas Eraso (em definitivo) e Unai López (por empréstimo; e os goleiros Remiro e Iraizoz, este último, deixa o Bilbao após 10 temporadas e mais de 300 partidas disputadas pelo clube.

Sem contratações, o clube basco conta nesta temporada com o retorno de alguns nomes que chamaram a atenção na última jornada quando estiveram emprestados. Destaques para o arqueiro Herrerín, que esteve no Leganés, Mikel Vesga, ex-Sporting Gijón e Kike Sola, que disputou a Liga Adelante pelo Numância. Os dois primeiros foram titulares nas duas partidas contra o Dínamo Bucarest.

O desafio de 'Cuco'

José Ángel Ziganda, ou simplesmente Cuco, tem 50 anos de idade e encara sua primeira grande oportunidade como treinador. O ex-atacante atuou pelo Athletic Bilbao por sete anos em sua época de atleta, disputando mais de 250 partidas pelo clube. A nova etapa como técnico se iniciou em 2005, quando Cuco assumiu o Osasuna, outro clube por onde deixou sua marca como jogador.

Após uma rápida passagem pelo modesto Xerez, Ziganda assumiu o Athletic Bilbao B em 2011, por onde permaneceu até esta temporada. Tendo a confiança da diretoria e conhecendo bem o elenco que está nas suas mãos, tudo indica que Cuco terá todas as condições possíveis para dar sequência ao grande trabalho iniciado por Ernesto Valverde. Segundo o emblemático treinador Marcelo Bielsa, o Athletic tem 'a cara' de Ziganda, que preza por um futebol 'ofensivo, prático e simples'.

'Cuco' dará sequência ao grande trabalho de Ernesto Valverde (Foto: Juan Manuel Serrano Arce/Getty Images)
'Cuco' dará sequência ao grande trabalho de Ernesto Valverde (Foto: Juan Manuel Serrano Arce/Getty Images)

Em busca da regularidade

Com um elenco praticamente idêntico ao atual, o Bilbao esteve entre as oito melhores equipes da Espanha na Copa do Rei e da Europa na Uefa Europa League na temporada retrasada. Porém, desde então demonstrava uma certa irregularidade, fator que se manteve na equipe de Ernesto Valverde na jornada passada. 

Praticamente 'imbatível' no San Mamés, o clube basco somou 19 vitórias quatro empates e apenas dois revezes atuando dentro de casa. Mas jogando longe de seus domínios o aproveitamento acabou sendo pífio, de apenas 28% de aproveitamento, somando sete vitórias, três empates e 15 derrotas.

Seguindo o DNA ofensivo do comandante anterior, a ideia inicial é que a equipe de 'Cuco' não seja tão distinta da que estamos acostumados a ver. Caso consiga alcançar a tal sonhada regularidade e sequência de bons resultados (não apenas atuando em solo basco), a temporada do Athletic tem tudo para ser, por mais uma vez, produtiva e com seus protagonistas almejando altos objetivos...

VAVEL Logo