Real Bétis 2017/18: renovação de elenco e também das esperanças
Foto: Editoria de Arte/VAVEL Brasil

Um dos clubes de futebol mais antigos da Espanha, fundado em 1907, o Real Bétis Balompié vai para mais uma temporada onde o rebaixamento pode ser realidade, mas o objetivo é a parte de cima da tabela. O time voltou à elite há três temporadas e ainda não conseguiu se consolidar na parte de cima da tabela.

O clube fica baseado na cidade de Sevilla, na comunidade autônoma da Andaluzia. Los Verdiblancos, como são conhecidos, foram campeões da La Liga em 1935 e já disputaram a primeira divisão em 50 oportunidades.

Os bélticos disputaram 11 amistosos nesta pré-temporada. Muitas experiências foram feitas no time que obteve 4 derrotas, 3 empates e 4 vitórias, com destaque para as vitórias sobre o Milan e sobre o Stuttgart, ambas por 2 a 1.

Amistoso entre Bétis e Milan | Foto: Divulgação/Real Bétis
Amistoso entre Bétis e Milan | Foto: Divulgação/Real Bétis

Com muitas alterações no elenco, os amistosos são parte principal da preparação para o entrosamento do time. As estreias dos novos jogadores e do novo treinador deram uma nova cara ao time, que será bastante diferente da temporada passada. A motivação dos novos integrantes do clube pode ser um fator a mais para o bom desempenho da equipe.

Muitas movimentações foram feitas no elenco com uma janela bastante agitada. Ao todo foram 14 jogadores que deixaram o clube e 12 novos que se integraram para a atual temporada. A principal saída ficou por conta de Dani Ceballos, que foi para o Real Madrid por 17 milhões de euros.

Boudebouz, Cristian Tello e Guardado foram os principais destaques que chegaram para reforçar o time verde e branco. Victor Camarasa, meia espanhol contratado junto ao Levante por 7 milhões de euros, tem apenas 23 anos e é uma das esperanças do clube. A equipe gastou um total de 26,5 milhões de euros com os reforços e arrecadou 27,1 milhões com as vendas de seus atletas.

Não obstante as muitas alterações de jogadores, o Bétis trocou também de treinador. Quique Setién, de 58 anos, chegou para treinar o time após duas temporadas no Las Palmas. Setién comandou a equipe das Ilhas Canárias em 78 partidas, venceu 26, empatou 18 e perdeu 34, com um aproveitamento muito baixo, de apenas 33,33%.

Quique Setién à frente do seu novo clube | Foto: Divulgação/Real Bétis
Quique Setién à frente do seu novo clube | Foto: Divulgação/Real Bétis

Antes disso, Quique passou 6 anos no Lugo, time da segunda divisão espanhola. Treinou também Logroñés, Guiné Equatorial, Poli Ejido e Racing Santander, onde iniciou sua carreira de técnico.

Apesar dos bons jogadores que chegaram ao elenco, muitos também saíram, o que pode atrapalhar no entrosamento, sem contar o período de adaptação das novas peças. É um time completamente novo que pode demorar a engrenar dentro da competição.

Além disso, um novo técnico com uma nova comissão e uma forma de trabalho diferente a ser implementada pode dificultar ainda mais. Por outro lado, os jogadores contratados são de bastante qualidade, a equipe a ser formada tem um potencial enorme.

Se as coisas encaixarem, o time promete ficar bem forte e competitivo. A torcida que lota o Estádio Benito Villamarín sempre apoia o time e é um elemento a mais para o crescimento desta equipe recém montada.

VAVEL Logo