Barcelona 2017/18: Um ano para se reinventar
Arte: Hugo Alves/VAVEL.com

Após o dramático encerramento de mais um ciclo com as saídas de Luis Enrique e Neymar, o Barcelona terá, na temporada 17/18, a importante missão de se reinventar e seguir buscando soluções para se manter entre os primeiros da Europa e da Espanha.

Pré temporada 

Como de praxe nas grandes equipes do futebol mundial, a pré temporada blaugrana foi cercada de encontros com fãs de outros países (em especial Estados Unidos e China) e partidas amistosas que possuem o intuito de preparar os jogadores para a temporada que está por vir além de, claro, cativar novos torcedores de diferentes países, expandindo a marca.

Dentre estas competições a Champions Cup é a que mais se destaca já que reúne grandes time de diferentes países. A edição deste ano foi bem proveitosa para o Barça que terminou a sua passagem pelos Estados Unidos invicto após vencer a Juventus, o Manchester United e seu arquirrival Real Madrid, na final do torneio.

Foto: Getty Images

Outro torneio tradicional da pré-temporada espanhola é o Troféu Joan Gamper, que homenageia o fundador do Barcelona. A edição deste ano foi mais especial do que nunca e contou com a participação da Chapecoense que recebeu as devidas homenagens após o trágico acidente que marcou o mundo esportivo no ano passado.

O resultado da partida, apesar de ser o fator de menor interesse na homenagem, foi de cinco gols a zero para os donos da casa, no entanto, a real vitória esteve no retorno de Alan Ruschel aos gramados e nas homenagens de toda torcida presente no Camp Nou ao zagueiro Neto e o ex-goleiro Jackson Follmann, que também sobreviveram ao acidente.

Foto: Getty Images Europe

Mercado de Transferências

Devido ao enorme potencial financeiro, o Barcelona geralmente é um dos clubes que costuma ditar o ritmo do mercado de transferências. Nesta temporada, no entanto, não foi o que aconteceu. De mãos atadas, o clube catalão viu Neymar deixar a equipe e enfrentou dificuldades para reforçar a equipe.

Na contramão de Neymar, chegaram à Catalunha o lateral-direito Nélson Semedo, o ponta Gerard Deulofeu e o volante brasileiro Paulinho que - apesar do altíssimo índice de rejeição por parte da torcida - foi oficializado após longa novela. Apesar de ser figurinha carimbada nas convocações de Tite, o jogador não teve boa passagem pelo futebol europeu e estava na China.

Foto: Miguel Ruiz/Barcelona

Apesar dos três nomes que chegaram para reforçar o clube, nenhum deles teve o destaque positivo esperado e tampouco possuem qualidade suficiente para ocupar o enorme espaço deixado por Neymar. Visando suprir essa necessidade o Barça está no mercado e tudo indica que assinará com Coutinho. Além do meia brasileiro do Liverpool, o jovem Dembelé, do Borussia Dortmund, também é sondado.

Ernesto Valverde

Recém chegado ao clube, Ernesto Valverde terá, enfim, a oportunidade de despontar na sua carreira como treinador. O ex-jogador já teve passagens por Olympiacos, Valencia e por último, Athletic Bilbao, onde fez boas temporadas e despertou a atenção de diversos clubes pelo trabalho sólido e surpreendente. 

Foto: Miguel Ruiz/Barcelona

Apesar da boa oportunidade, o momento não aparenta ser dos mais fáceis para se treinar a equipe blaugrana. Após uma temporada bem abaixo do esperado, o Barça observou seu rival, Real Madrid, conquistar mais uma vez a Uefa Champions League e consolidar seu reinado na Europa, aumentando a pressão da torcida sobre o clube que precisa se reencontrar com os grandes títulos.

Expectativas para a temporada

Com tudo que cercou a pré-temporada do Barcelona, a confusão que paira nos ares da Catalunha e a péssima estreia com a derrota na Supercopa, a expectativa é de uma temporada sem títulos, fato que não costuma ser corriqueiro na rica história recente do clube. Outro ponto que não é bem visto pela torcida blaugrana é o bom momento de seu rival espanhol que já iniciou o ano com conquistas, confirmando sua hegemonia no país. 

VAVEL Logo