Em sua primeira partida na Liga, Girona recebe o Atlético de Madrid na Catalunha

Dando início as suas atividades na La Liga, o Atlético de Madrid enfrentará, neste sábado (19) às 15h,  o recém promovido Girona no Estádio Montilivi, na Catalunha. De um lado uma equipe montada com reforços do Manchester City unido a jogadores experientes; já do outro, um Atlético desfigurado pelas lesões e suspensões.

+ Atlético de Madrid 2017/18: o sonho continua

+ Girona 2017/18: cheio de garotos, estreante tentará se manter na primeira divisão

Machín vê vantagens em problemas do Atlético

Pela primeira vez na elite espanhola, o Girona aposta em jovens jogadores, somado a experiência de nomes como Stuani e Iraizoz, para realizar uma temporada sólida. O treinador da equipe, Pablo Machín, admitiu ainda faltar alguns pontos em sua equipe e comentou sobre seu adversário, dando razão à Simeone.

Quando questionado sobre a importância da partida, Machín foi sensato ao jogar a responsabilidade para seu adversário e deixou claro que a mesma servirá de experiência para a equipe. "A partida nos servirá para ver em qual nível estamos. Sabemos que ainda precisamos de mais para chegar a excelência", comentou.

Outro ponto abordado na coletiva foi a impossibilidade por parte do Atlético de registrar jogadores nessa janela de transferências. O treinador do Girona, no entanto, assumiu que este ponto é de vantagem ao seu adversário, como afirmou Simeone na entrevista coletiva pré-jogo, já que a equipe que entrará em campo possui entrosamento. 

Para o confronto o treinador não contará com dois jogadores, Amagat e Juanoe que ainda se recuperam de lesões. O meia brasileiro Douglas Luiz, recém contratado pelo Manchester City e emprestado ao Girona, iniciará a partida no banco de reservas. 

Simeone vê necessidade em reforçar a essência da equipe

Foto: Divulgação/Atlético de Madrid

A partida contra o Girona neste sábado marca o real início da temporada do Atlético de Madrid que, mediante a diversos problemas financeiros, apostou em reforçar a essência da equipe para iniciar mais uma luta contra Real Madrid e Barcelona, como afirmou Diego Simeone em entrevista coletiva pré-jogo.

"O clube fez um esforço enorme mantendo todos os jogadores importantes. Está claro que os que ficaram possuem um sentimento e isso fala muito sobre o clube. O que para muitos pode ser um ponto negativo, para nós será positivo já que nos conhecemos, sabemos o que devemos jogar e reforçar a essência e a ideia da equipe", afirmou

Quando questionado sobre a vontade de voltar a competir, o treinador argentino foi bem categórico ao afirmar estar entusiasmado. "Vamos começar o torneio com vontade, com humildade, com entusiasmo e logo o campo vai mostrar a realidade. Mas, no momento, imagino que como todos os treinadores e jogadores de todas as ligas, sinto o entusiasmo e a vontade de voltar a competir", declarou Cholo. 

Para a partida o treinador não contará com quatro jogadores dois suspensos (Godín e Thomas) e dois lesionados (Gameiro e Filipe Luis). Estes desfalques, principalmente o de Filipe, fizeram com que Simeone precisasse improvisar na escolha do substituto.

 

 

 

VAVEL Logo