Primeiro jogo da Premier League em Wembley: Tottenham e Chelsea disputam clássico londrino
Foto: Michell Santos / Editoria de Arte VAVEL Brasil

Logo na segunda rodada já teremos o primeiro grande clássico da temporada 2017/18 da Premier League. Neste domingo (20), às 12h, Tottenham e Chelsea duelam em Wembley. Será a primeira vez na história que um dos maiores estádios do mundo receberá uma partida do campeonato inglês (o 58º diferente na história), já que por conta da construção do novo White Hart Lane o Tottenham mandará suas partidas desta época no estádio que abriga os jogos da seleção inglesa.

Vice-campeão e campeão da última temporada, respectivamente, os dois rivais começaram o campeonato como favoritos, mas tiveram resultados distintos na primeira rodada. Os Spurs querem manter o 100% de aproveitamento após vencerem o recém-promovido Newcastle United por 2 a 0, fora de casa. Já os Blues tentam a reabilitação após terem sido surpreendidos em Stamford Bridge, perdendo para o Burnley por 3 a 2.

Na temporada passada, dois confrontos entre ambos na Premier League e vitórias dos mandantes: no primeiro turno, o Chelsea venceu no Stamford Bridge por 2 a 1, e no White Hart Lane foi a vez do Tottenham vencer por 2 a 0. Eles se enfrentaram também na semifinal da FA Cup, justamente em Wembley: vitória do Chelsea por 4 a 2 e vaga na final, que perderia para o Arsenal.

Chelsea e Tottenham fizeram uma das semifinais da última FA Cup, com vitória dos Blues (Foto: Richard Heathcote/Getty Images)
Chelsea e Tottenham fizeram uma das semifinais da última FA Cup, com vitória dos Blues (Foto: Richard Heathcote/Getty Images)

Tottenham joga sem grandes mudanças e com Kane em busca do centésimo gol pelo clube

O Tottenham não deve ter grandes mudanças em relação à escalação que bateu o Newcastle no último domingo. A grande dúvida é sobre o lateral-direito Kieran Trippier, que segundo o técnico Mauricio Pochettino, pode voltar de uma lesão no tornozelo e será analisado na véspera do jogo – caso seja bem avaliado, pode ser relacionado para o duelo em Wembley. O titular ainda deve ser Kyle Walker-Peters, jogador da base que estreou contra o Newcastle e foi muito bem, sendo eleito o melhor em campo.

O grande destaque do time é Harry Kane. O atacante, que foi recentemente indicado para a lista de 24 jogadores do prêmio de melhor do ano pela FIFA, chegará ao centésimo gol pelo Tottenham se marcar no domingo (nunca fez gols na Premier League no mês de agosto, destacando-se pelos gols em momentos decisivos da temporada). Ele também tenta manter uma estatística impressionante: Kane tem 19 gols em 27 jogos contra rivais de Londres pela Premier League, com 0,7 gol por jogo de média – apenas Thierry Henry tem média melhor contra times londrinos na história, com 0.73.

Na semifinal da última FA Cup contra o Chelsea, Kane (centro) fez um de seus 19 gols contra times de Londres (Foto: Mike Hewitt/Getty Images)
Na semi da última FA Cup contra o Chelsea, Kane (centro) fez um de seus 19 gols contra times de Londres (Foto: Mike Hewitt/Getty Images)

A rivalidade entre Tottenham e Chelsea aumentou bastante nos últimos anos com os grandes jogos recentes entre eles. Um dos principais jogadores dos Spurs, o meio-campista Dele Alli ressalta bem a importância da vitória contra os atuais campeões.

Todos os jogos são importantes e significam muito, mas não tem como esconder o quão grande é o jogo de domingo para nós. Temos uma história contra o Chelsea nos últimos anos e vamos lá para tentar vencer este jogo. Obviamente nos desapontamos com a semifinal da FA Cup contra eles em Wembley, foi um grande jogo e estávamos muito bem, mas o Chelsea conseguiu o resultado. Tenho certeza de que será outro grande jogo dessa vez”, disse Alli, que fez os dois gols na vitória contra os Blues por 2 a 0 no segundo turno da última Premier League.

Com problemas de lesões e suspensões, Chelsea pode ter estreia de Bakayoko

O Chelsea terá problemas para montar o time que irá a campo em Wembley. Na estreia contra o Burnley, além da inesperada derrota, o técnico Antonio Conte viu dois jogadores importantes serem expulsos: o zagueiro Gary Cahill e o meio-campo Cesc Fàbregas. Além disso, o meia Eden Hazard e o atacante Pedro, que não foram relacionados no jogo de abertura, ainda não estão 100% e são questionáveis: segundo Conte, Hazard ainda tem algumas chances de ser relacionado, mas o caso de Pedro é mais complicado e o espanhol dificilmente estará ao menos no banco de reservas.

Com isso, um dos principais reforços do time na janela de transferências tem a oportunidade de estrear: o volante Tiémoué Bakayoko, um dos destaques do Monaco na última temporada, vem se recuperando fisicamente e, apesar de não estar 100%, pode ser uma opção na equipe graças aos desfalques. Também há uma dúvida sobre quem inicia no ataque, já que Álvaro Morata, outra grande contratação do Chelsea e que deixou um gol e uma assistência nos 31 minutos que jogou contra o Burnley, ainda não sabe se terá condições de ser titular. Caso não consiga, Michy Batshuayi segue com a vaga.

Bakayoko treinou com o elenco normalmente e pode estrar em Wembley (Foto: Reprodução/Chelsea FC)
Bakayoko treinou com o elenco normalmente e pode estrar em Wembley (Foto: Reprodução/Chelsea FC)

Conte também deixou claro que há inclusive uma possibilidade de David Luiz jogar como volante. “Honestamente, eu prefiro David jogando como zagueiro central. Mas estamos tentando diferentes soluções e trabalhando nelas. Ele é um jogador disponível para diferentes posições e é um prazer contar com esse tipo de atleta”, disse o italiano.

Sobre o revés no primeiro jogo e seus possíveis efeitos no elenco, Conte afirmou: “Claro que este momento não é simples, mas devemos estar fortes para encarar essa situação. É muito importante não achar uma desculpa sobre o momento. Temos que continuar trabalhando, é importante que todos deixem 150% e poderemos resolver isso. As únicas palavras que posso dizer aos torcedores são: com certeza estamos trabalhando duro com os jogadores para termos uma boa temporada”.

VAVEL Logo