Jürgen Klopp exalta atuação de Mané e destaca peso de jogar em Anfield
Jürgen Klopp falou à imprensa sobre triunfo do Liverpool sobre o Crystal Palace (Foto: John Powell/Liverpool FC)

Na manhã deste sábado (19), o Liverpool conquistou sua primeira vitória na campanha da Premier League 2017/2018. Os três pontos dos Reds vieram após o triunfo por 1 a 0 sobre o Crystal Palace, em casa, no Anfield Road Stadium. A vitória também quebrou um jejum de quatro anos do Liverpool - a última vitória da equipe sobre o Crystal Palace em Anfield foi em 2013, por 3 a 1.

“Não marcamos, mas também não desperdiçamos contra-ataques. Na segunda etapa, fomos melhores. Estávamos atentos e defendemos muito bem. Eu adorei o gol porque não era uma situação clara, era uma situação de counter-pressing. Tivemos outras chances, mas estou completamente feliz com nossa atuação”, afirmou.

O único gol da partida deste sábado veio dos pés de Sadio Mané, ‘carrasco’ do Crystal Palace. Em seis confrontos na Premier League, o senegalês teve participação em cinco gols contra os Eagles – são quatro gols marcados e uma assistência. Em entrevista pós-jogo, Klopp fez questão de exaltar a participação de Mané no confronto e o oportunismo por trás do único gol da partida.

"Não há dúvidas sobre sua importância. Acho que é assim que é o futebol: ele não é mais importante que os outros jogadores, mas você sempre precisa do finalizador, do jogador decisivo. Sadio está sempre pronto para isso.  (...) Foi muito bom. Nossa maior conquista na temporada passada foi ter terminado na quarta colocação. Jogamos quase que metade do ano sem Sadio e isso foi muito difícil", completou o comandante dos Reds.

Sadio Mané marcou o gol da vitória do Liverpool neste sábado (Foto: Andrew Powell/Liverpool FC)
Sadio Mané marcou o gol da vitória do Liverpool neste sábado (Foto: Andrew Powell/Liverpool FC)

Klopp ainda falou sobre a detenção da posse de bola dos Reds e a paciência necessária na hora de construir jogadas. O treinador também atribuiu grande importância ao Anfield Road Stadium - para o treinador do Liverpool, jogar em casa é um diferencial.

"Foi um trabalho difícil. Não tenho ideia de qual foi nossa posse de bola, mas sei que foi muito. Tivemos alguns momentos no primeiro tempo, mas tínhamos que ser mais pacientes. (...) Anfield ajuda muito. Acho que, hoje, essa foi a diferença", declarou.

O treinador do Liverpool não poderia deixar de falar sobre um dos principais tópicos envolvendo o clube - Philippe Coutinho. Com dores nas costas, o meia sequer foi relacionado para o confronto deste sábado. Em meio a possíveis negociações com o Barcelona, o brasileiro segue com o futuro indefinido nos Reds.

“Não acho que faz sentido projetar muito o futuro. A situação é a mesma, nada mudou (quanto à postura do Liverpool). Quando não houver mais nenuma decisão possível, no dia 31 de agosto, então teremos que pensar em algo. Temos que nos concentrar no trabalho em campo e acho que os jogadores foram brilhantes​", finalizou.

O próximo compromisso do Liverpool é nesta quarta-feira (23). Jogando em Anfield, os Reds encaram o Hoffenheim pelo jogo de volta dos play-offs da Champions League. Já pela Premier League, o clube inglês volta a campo no próximo domingo (27) para disputar clássico contra o Arsenal.

VAVEL Logo