Com atuações discretas dos brasileiros, Lille joga mal e é derrotado pelo Caen

Uma das atrações desta temporada, o Lille decepcionou mais uma vez. Na manhã deste domingo (20), a equipe de Bielsa foi derrotada em casa para o Caen, que conquistou sua primeira vitória nesta edição da Ligue 1. Os gols foram anotados por Damien da Silva e Santini.

Com este resultado, o SMC chega a três pontos, subindo para a 13ª posição. O próximo compromisso do Caen será diante do Metz, em casa, no sábado (26). Um dia depois, o LOSC visita o Angers. Na tabela de classificação, os Dogues estão na 14ª colocação.

Leia: Mais audiência e Ligue 1 na TV aberta: os impactos de Neymar no PSG para a imprensa brasileira

Marcelo Bielsa mandou a campo um time modificado, muito pelas ausências – por lesão ou suspensão. O time do norte mais uma vez não jogou bem, os jogadores demonstram falta de entrosamento neste esquema. As transições estavam confusas e alguns buracos apareceram no 3-3-3-1. Suas mudanças no segundo tempo não surtiram efeito.

O Caen sabia muito bem o que queria. Uma postura sólida e consciente de que o Lille tem vários pontos fracos, principalmente defensivos. Lances rápidos e aposta na individualidade deram o tom da equipe nesta partida. Porém, Bazile e Bessat deixaram o gramando ainda no primeiro tempo com lesões.

Gol cedo dá tranquilidade ao Caen, Lille se perde em seu sistema de jogo

As duas equipes ainda se estudavam quando o Caen abriu o placar. O gol inaugural veio aos quatro minutos, através da bola parada. Bazile cobrou escanteio da direta para a esquerda, Damien Da Silva cabeceou livre, houve um desvio em Edgar Ié e o goleiro não conseguiu defender. A resposta do Lille veio pouco depois. Benzia cobrou falta lateral de forma rasteira, para a entrada da área, Bissouma bateu por cima da meta.

Aos 15 minutos, uma boa chance para cada lado. Para o Lille, Amadou quase marcou após confusão dentro da área. O chute acabou estourando na marcação. No contra-ataque, o Caen assustou: Thiago Maia chutou em cima de Bazile, o atacante visitante arrancou, mas Koffi chegou antes e afastou o perigo. O jogo seguiu com o LOSC tentando furar o bloqueio do Caen, que perdeu dois jogadores por lesão.

Os visitantes jogaram a responsabilidade para o adversário e aguardavam em seu campo, buscando contragolpes para ampliar. Tal chance veio com Kouakou. O camisa 13 recebeu boa bola pela direita e arrematou de fora da área, cruzado, passando perto do ângulo oposto de Koffi.

Foto: Philippe Huguen/AFP/Getty Images

Posse de bola estéril e atuação apática, Lille tem seus defeitos evidenciados

Antes da bola voltar a rolar, Bielsa sacou Luiz Araújo e colocou o atacante De Préville. No segundo tempo, o Lille veio com mais intensidade, pelo menos no início. Aos cinco minutos, Benzia fez boa jogada individual e passou para Ballo Touré, o francês soltou a bomba cruzada e Vercoutre fez grande defesa. Thiago Maia também saiu cedo. Teve uma partida muito fraca, abaixo do esperado. Faraj entrou para dar mais movimentação. Nicolas Pepé também teve sua chance, Vercoutre salvou novamente.

O Caen mantinha a postura de segurar o Lille, mas também apostava em lances individuais quando tinha a bola, resolvendo as jogadas rapidamente. Rodelin cobrou falta por cima da barreira e a bola foi por cima da meta. Pouco depois, Santini recebeu ótimo lançamento e bateu de primeira, Koffi fez ótima defesa.

Os visitantes fizeram uma ‘blitz’ e foram recompensados com mais um gol: Guilbert foi à linha de fundo pela direita, cruzou aberto e Rodelin escorou para o meio, Santini aproveitou o bom posicionamento e empurrou para as redes. Defesa do Lille ficou parada.

Com a desvantagem no placar, Bielsa colocou seu time ainda mais ao ataque, mas os Dogues seguiram desorganizados. De longe, El Ghazi, que teve atuação discreta, arrematou rasteiro e o goleiro pegou no centro do gol. Na reta final, cruzamento para a área e De Préville cabeceou por cima. Para piorar, Benzia saiu machucado, aumentando os problemas para o Lille.

VAVEL Logo