Neymar tem noite mágica, participa dos seis gols e PSG atropela Toulouse

Na primeira partida de Neymar no Parc des Princes vestindo a camisa do Paris Saint-Germain, o brasileiro foi extremamente decisivo na vitória difícil frente ao Toulouse na tarde deste domingo (20), pela terceira rodada da Ligue 1 2017/18. O PSG venceu por 6 a 2, sendo que o camisa 10 teve participação em todos os gols dos anfitriões. Ele marcou dois - sendo um deles uma pintura -, assistiu para Rabiot, Kurzawa e Pastore, além de ter sofrido o pênalti para Cavani fazer o dele. Gradel e Jullien fizeram para os visitantes.

A larga vitória coloca os parisienses na liderança da Ligue 1, agora com nove pontos de nove disputados. A equipe divide a ponta com Monaco e Saint-Étienne, mas leva vantagem no saldo de gols. Toulouse, por sua vez, cai para a 14ª colocação agora com uma vitória e duas derrotas.

O PSG retorna a campo na próxima sexta-feira (25) para receber o maior campeão francês Saint-Étienne em disputa pela liderança isolada da competição em número de pontos conquistados. O Toulouse, um dia depois, joga contra o Rennes dentro dos seus domínios. 

Toulouse abre o placar, mas Neymar decide diretamente e PSG vira ainda no primeiro tempo

Diferente do que o Amiens fez quando jogou contra o PSG no Parc des Princes na primeira rodada, o Toulouse não apresentou um time extremamente defensivo nos seus XI inicial, além de também tentar mostrar isso dentro de campo. Com quatro minutos, a equipe visitante chegou no ataque tocando e driblando pela esquerda, sem a necessidade dos chutões ou bolas diretas. E, quando perdeu a bola, a equipe conseguiu contrapressionar rapidamente, sem dar espaço ao adversário enquanto se recompõe. 

Essa recomposição defensiva, porém, se mostrou bem eficiente até mesmo quando o Paris conseguiu roubar a bola no seu campo de ataque e tentar uma jogada rápido com Neymar pela esquerda. O brasileiro tentou o toque para o meio da área, para que Di María chegasse e chutasse de primeira, mas a zaga conseguiu chegar junto e afastar a redonda. Essa postura destemida acabou redendo, inclusive, contra-ataques para o PSG, embora a equipe da casa não tenha aproveitado-os.

Brasileiro comemorou primeiro gol fazendo homenagem a Matuidi, de saída do clube (Foto: Xavier Laine / Getty Images)
Brasileiro comemorou primeiro gol fazendo homenagem a Matuidi, de saída do clube (Foto: Xavier Laine / Getty Images)

Nos 10 e 11 minutos, Neymar teve uma chance com um chute em bola ajeitada por Kurzawa e Rabiot também chegou para cabecear na segunda trave em seguida, mas mandou pro cima do gol. Alguns minutos depois, o camisa 10 aproveitou bom passe de Dani Alves para o centro da grande área e arrematou de primeira, mas a bola beijou o travessão e foi pela linha de fundo. 

Aos 18 minutos, essa postura ofensiva do Toulouse foi recompensada primeiro. Gradel aproveitou cruzamento vindo da direita depois de escapada por lá e chutou com muita categoria para estufar as redes do Parc des Princes. Desde o gol, os Parisien foram chegando cada vez mais próximo do gol e Neymar, novamente, apareceu com uma cabeçada na área, mas Lafont conseguiu a defesa para mandar à linha de fundo. 

O merecido empate, porém, aconteceu próximo dos 30 minutos. Neymar fez jogada dentro da área pela esquerda, ajeitou para chute de Rabiot e o francês plantou uma bomba para o gol. Lafont fez a defesa, porém o brasileiro correu para aproveitar o rebote e só empurrou para as redes e completando o segundo gol com a camisa do PSG, sendo o primeiro em casa. Alguns minutos depois, Rabiot tabelou com o camisa 10 e o volante arriscou com força no canto para virar. 

Neymar continua brilhando e PSG não tem problemas mesmo com um a menos

Algum equilíbrio foi apresentado no início da fase final do jogo. Mas, aos sete minutos, Rabiot arriscou novo chute, mas a bola passou próxima do travessão. Alguns minutos depois, Kurzawa achou companheiro com o calcanhar na esquerda e este conseguiu proferir um cruzamento que acabou sendo desviado no caminho por Issa Diop e saiu em linha de fundo. 

Logo após os 25 minutos, Verratti acabou sendo expulso ao levar o segundo cartão amarelo, deixando o jogo ainda mais aberto nesse momento. Alguns minutos depois, o PSG quase ampliou a vantagem com Cavani, que recebeu bola pela direita e chutou com força, mas Lafont conseguiu fazer a defesa para escanteio. Na sequência, Neymar tentou jogada individual dentro da área e sofreu pênalti marcado pelo juiz. Na cobrança, o centroavante parisiense chutou com força para fazer o terceiro da equipe no jogo. 

Verratti ainda foi expulso ao tomar segundo amarelo quando o jogo estava 2 a 1, mas isso não parou o PSG (Foto: Thomas Samson / AFP via Getty Images)
Verratti ainda foi expulso ao tomar segundo amarelo quando o jogo estava 2 a 1, mas isso não parou o PSG (Foto: Thomas Samson / AFP via Getty Images)

Essa ideia de jogar com um a mais, mesmo que estivesse perdendo por dois gols, não deixou o Toulouse apagado. Os visitantes marcaram o segundo gol numa cobrança de escanteio em que Jullien, o capitão, subiu mais alto que Thiago Silva e cabeceou para o gol, faltando próximo de 15 minutos para conquistar o empate. O PSG, porém, tratou logo de acabar com as esperanças.

Pastore recebeu de Neymar, ajeitou para bater e conseguiu um chute de fora da área para acertar o gol de maneira colocado e ampliar novamente a vantagem. Kurzawa, minutos depois, ainda ajeitou a conta quando acertou um voleio em cruzamento do brasileiro. No fim, o brasileiro ainda decidiu fazer uma pintura quando driblou, em pouquíssimo espaço, boa parte dos defensores do Toulouse até arrumar espaço para um chute. 

VAVEL Logo