Gerrard dispara contra 'apatia' de Özil no Arsenal: "Sem posse, ele é um a menos"

Steven Gerrard teve uma carreira invejável jogando pelo Liverpool, onde conquistou quase todos os títulos possíveis. Agora, porém, o ex-jogador está comentando futebol na TV britânica BT Sport, além de treinar a base dos Reds. Neste sábado (19), o inglês analisou a derrota do Arsenal para o Stoke, comentando sobre o estilo de jogo que Mesut Özil, meia dos Gunners, obtém no momento. 

Uma grande virtude do futebol nos dias atuais é a capacidade de ajudar o time quando não se tem a bola. A ocupação de espaços, marcação - seja ela alta, sob pressão, ou contrapressão - e a 'correria' junto dos companheiros são apenas algumas das coisas que se faz nessa fase do jogo. Porém, Gerrard não acredita que Özil contribui para elas da maneira que costuma contribuir quando tem o esférico nos pés.

Ídolo do Arsenal, Lehmann questiona caráter de Sánchez e Özil: "Não adianta saber driblar"

"Ele me deixou frustrado, porque já vimos que quando ele fazia as duas coisas, era um talento world-class", afirmou na análise. "Eu apenas me preocupo com a reação e a linguagem corporal dele. Quando a equipe dele perde a bola, ele não oferece nada aos companheiros. Longe de casa, essa é a sua tendência - simplesmente não faz o suficiente. Wenger precisa fazê-lo entender que, fora da posse, é um a menos", criticou. 

Steven, contudo, não parou por aí na sua análise. O ídolo do Liverpool acrescentou que para ser um atleta a nível mundial, é necessário fazer as duas coisas - acreditando que Özil não o faz. "É claro para mim que fora da posse, ele não quer saber; apenas quer a bola nos pés, tentar criar e fazer as coisas aconteceram", comentou.

"Mas jogadores world-class fazem as duas coisas. Quando não se tem mais a bola, eles ajudam contundentemente os colegas de time, coisa que ficou claro para mim que Özil não faz", finalizou. 

O alemão vive um momento de incertezas sobre o seu futuro. Ainda sem renovar com o Arsenal, Mesut havia afirmado que retomaria as conversas quando a agremiação retornasse da turnê de pré-temporada pela Ásia, mas sabe-se que, durante temporada passada, não tinha interesse na renovação. 

Os Gunners voltam a campo no próximo domingo (27), quando enfrentarão o Liverpool, fora de casa, pela terceira rodada da Premier League. 

VAVEL Logo