Após 13 anos, Anja Mittag anuncia aposentadoria da seleção alemã de futebol feminino
A Eurocopa 2017 representou o fim do ciclo de Mittag pela DFB Frauen. (Foto: Divulgação/DFB)

Aos 32 anos, a experiente atacante Anja Mittag anunciou em rede social que não irá mais vestir a camisa da DFB Frauen. Após 13 anos, nos quais atuou em 158 jogos, marcando 50 gols e tendo conquistado nesse período uma Copa do Mundo, três Eurocopas, duas medalhas olímpicas, sendo um bronze em 2008 e um ouro em 2016, além de três títulos da tradicional Algarve Cup. 

Títulos e gols importantes em grandes jogos 

Nascida na extinta Alemanha Oriental, foi convocada pela seleção alemã sub-17 pela primeira vez em 2001 e já no ano seguinte fez parte do elenco que foi campeão europeu sub-19, em torneio realizado na Suécia. Dois anos depois, fez parte do elenco que garantiu o primeiro título mundial sub-20 alemão na modalidade, em competição realizada na Tailândia, na qual Mittag se destacou com 6 gols, ganhando as premiações de chuteira de prata e bola de bronze do torneio, cuja melhor jogadora foi a brasileira Marta, que anos depois seria companheira de Mittag no FC Rosengard. 

Ainda em 2004, a atacante recebeu sua primeira convocação a seleção principal alemã, entrando como substituta em amistoso realizado diante da Itália. Seu primeiro gol com a camisa da Alemanha foi diante da Noruega, na Algarve Cup de 2005 e ainda nesse ano, fez parte do time campeão da Eurocopa realizada na Inglaterra em 2005 e dois anos depois viria a ser campeã mundial em competição realizada na China. 

Dentre os gols mais destacados de Mittag, estão o da grande decisão da Eurocopa de 2013 diante da Noruega e o hat trick no mundial de 2015 diante da Costa do Marfim. Seu último gol oficial foi diante da Inglaterra, pela She Believes Cup desse ano. 

Mittag: Era a hora de dizer adeus

Em rede social a jogadora postou uma montagem com principais momentos de sua passagem pela seleção alemã e também escreveu: 

"Durante 13 anos eu tive a honra de usar a camisa da seleção alemã, no entanto, agora é hora de dizer adeus. Obrigada, do fundo do meu coração, pelos momentos e títulos inesquecíveis que celebramos juntos. Estou tão incrivelmente agradecida pelas amizades que consegui fazer ao longo dos anos. As palavras parecem escapar de mim, enquanto tento resumir o privilégio que tive, de atuar com tantas jogadoras de classe mundial e também as novas jogadoras que eu inspirei nesse período. Por todas essas experiências, memórias e anos, sempre vou agradecer. Gostaria de agradecer a todos os treinadores que tive na DFB e colegas de trabalho que me acompanharam durante esta jornada. Eu não poderia ter tido o sucesso que eu ou nós fizemos sem você. E para os fãs, obrigado! Obrigada por estar lá, comigo, em todos os momentos, sejam bons ou ruins! Obrigada por me permitir ver o quão incríveis vocês são e o quão importante se tornou o futebol feminino ao longo desses anos. Nos 158 jogos com a camisa da seleção, sempre tentei o meu melhor para desfrutar do jogo e mostrar o orgulho que tive em jogar pela Alemanha. Minha paixão pelos próximos dois anos continuará a sendo o meu clube atual na Suécia, o FC Rosengard."

VAVEL Logo