Apresentado pela Internazionale, Dalbert fala sobre juventude difícil e admite: "É um sonho estar aqui"

A Internazionale apresentou oficialmente, nesta quarta-feira (23), um de seus principais reforços para a temporada 2017/18: o lateral-esquerdo Dalbert, contratado junto ao Nice no início do mês de agosto.

Dono da camisa 29, Dalbert concedeu sua primeira longa entrevista como atleta nerazzurri. Perguntado sobre a adaptação, o brasileiro afirmou estar se sentindo cada vez melhor em seu novo clube e exaltou a intensidade do futebol italiano.

"Me sinto bem, a cada dia que se passa estou conseguindo me adaptar um pouco mais, meus companheiros têm me ajudado bastante. Os brasileiros da equipe estão me ajudando com as traduções. Pouco a pouco vou me adaptando. É impressionante como se trabalha aqui, a intensidade dos treinamentos. Gosto do modo como se vive o futebol diariamente aqui.", confessou.

"Escolhi a Itália e a Internazionale para crescer e melhorar defensivamente."

Forte no apoio, Dalbert acredita que suas qualidades ofensivas o levaram ao clube de Milão, mas para jogar em alto nível no futebol italiano, precisará continuar evoluindo no aspecto defensivo.

Após passagens pelo futebol português e francês, o brasileiro terá seu primeiro desafio com a camisa de um gigante do futebol mundial. De acordo com o atleta, não foram poucas as dificuldades em sua trajetória até a chegada à Internazionale, e o apoio da família foi fundamental nos momentos mais complicados.

"A minha família é muito importante pra mim. Se hoje eu estou aqui, foi graças a eles. A minha avó batalhou bastante, esteve sempre ao meu lado, dia após dia. Passei por muitas dificuldades no Brasil, mas graças a Deus, com minha avó e minha família consegui superar. Com a minha esposa também, nós sofremos bastante, choramos bastante, mas hoje estou aqui.", afirmou o jogador.

+ Em tarde inspirada de Mauro Icardi, Internazionale estreia com vitória fácil sobre Fiorentina

Perguntado sobre Milão, Dalbert admitiu que já havia viajado para a cidade a passeio, mas jamais imaginou que um dia voltaria para residir, como atleta nerazzurri: "Eu não imaginava. Vim para passear com a minha esposa, mas nunca imaginei que moraria na Itália, que jogaria na Inter. É claro que eu sonhava bastante, chegar ao alto nível, mas não imaginava.", concluiu.

VAVEL Logo