Sem Dembelé, Deschamps convoca França para próximos jogos pelas Eliminatórias

O técnico Didier Deschamps divulgou a lista de convocados para os dois próximos jogos da França nas Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo de 2018. O primeiro compromisso será contra a Holanda, em casa, no dia 31 de agosto. Já encerrando sua participação na data FIFA do período, os bleus enfrentam Luxemburgo também, no dia 3 do próximo mês. 

Dimitri Payet, Benjamin Mendy e Ousmane Dembelé ​foram as ausências mais sentidas entre os atletas chamados por Deschamps - os dois primeiros estão em fase final de recuperação após lesões, enquanto Dembelé foi opção técnica do comandante. Nas vagas dos três citados, nomes já conhecidos receberam outra chance na Seleção principal: o lateral-esquerdo Lucas Digne ganhou oportunidade na função de Mendy, Nabil Fekir supriu a lacuna de Payet e, por fim, Kingsley Coman efetivou seu posto no setor de Dembelé.

O foco da coletiva ficou por conta da ausência de Ousmane Dembelé, Deschamps não hesitou e deixou claro os motivos de sua escolha: "Eu tenho convicções e critérios com todos os jogadores. Não posso chamar um atleta que não treina há 15 dias. Dembelé precisa entrar na linha e demonstrar profissionalismo. A competição é grande e garanto que ninguém pode se acomodar."

A França é vice-líder do grupo A das Eliminatórias para a Copa da Rússia, empatada em número de pontos com a Suécia, que assumiu o topo da tabela após derrotar os bleus em confronto direto na última rodada da competição.

Nos seis jogos disputados até aqui, a Seleção passou longe de convencer e acumulou quatro vitórias, um empate e uma derrota. A chave também conta com Holanda e Bulgária que possuem chances matemáticas de classificação, além dos dois países citados que brigam pelo acesso direto ao Mundial. 

A grande novidade da convocação foi o atacante Nabil Fekir, que no início da atual temporada reencontrou a boa fase e assumiu o fardo de ser o novo capitão do Lyon. O franco-argelino é muito querido por Deschamps e concorre por fora a uma vaga cativa no elenco da Seleção. Em três jogos, o jogador anotou três gols e uma assistência, prometendo figurar entre os melhores jogadores da Ligue 1 2017/18 - como aconteceu em 2014/15, quando o atleta era a sensação do futebol francês na época, antes de sofrer uma grave lesão. 

O atual campeão francês, Monaco, teve apenas três jogadores chamados por Didier Deschamps, sendo um dos clubes com mais atletas presentes na Seleção.

Já o clube com maior número de jogadores convocados, foi o Paris Saint-Germain: quatro nomes listados. No total, são dez jogadores que atuam nos principais times do futebol do país. Outra vez, a convocação mantém a famigerada mescla entre veteranos e alguns jovens em plena ascensão na Europa. Fazendo jus a coerência de oportunidades anteriores. Deschamps voltou a deixar evidente que, com ele, Mathieu Valbuena e Karim Benzema não terão chances. 

​Confira a lista de Deschamps:

Goleiros: ​Alphonse Areola (Paris Saint-Germain), Hugo Lloris (Tottenham) e Steve Mandanda (Olympique de Marselha).

Defensores: ​Presnel Kimpembe (Paris Saint-Germain), Laurent Koscielny (Arsenal), Lucas Digne (Barcelona), Djibril Sidibé (Mônaco), Layvin Kurzawa (Paris Saint-Germain), Raphael Varane (Real Madrid), Samuel Umtiti (Barcelona) e Christophe Jallet (Nice).

Meio-campistas: ​N´golo Kanté (Chelsea), Thomas Lemar (Mônaco), Blaise Matuidi (Juventus), Paul Pogba (Manchester United), Adrien Rabiot (Paris Saint-Germain) e Corentin Tolisso (Bayern de Munique).

Atacantes: ​Kingsley Coman (Bayern de Munique), Nabil Fekir (Lyon), Olivier Giroud (Arsenal), Antoine Griezmann (Atlético de Madrid), Kylian Mbappé (Mônaco), Alexandre Lacazette (Arsenal) e Florian Thauvin (Olympique de Marselha).

VAVEL Logo