Promessa Cutrone marca, Milan vence Shkëndija de novo e avança à fase de grupos da UEL

Na Macedônia, o Milan bateu o Shkëndija, por 1 a 0, nesta quinta-feira (24), e carimbou o passaporte à fase de grupos da Uefa Europa League. O gol da vitória foi marcado pelo jovem atacante Patrick Cutrone, uma das promessas do time italiano. Na partida de ida, realizada em Milão, os rossoneri golearam os macedônios por 6 a 0.

+ Promessa do Milan, Cutrone ganha voto de confiança de Montella: "Decidimos mantê-lo"

Com a classificação, o Milan voltará a disputar a fase de grupos de uma competição continental após três anos. O sorteio que define as chaves da Europa League será realizado nesta sexta-feira (25), às 8h, na arena Grimaldi Fórum, em Mônaco.

Qualificado na UEL, o Milan agora volta as atenções para a Serie A. Às 15h45 de domingo (27), os rossoneri vão em busca de sua segunda vitória na liga italiana diante do Cagliari. O jogo ocorrerá no estádio San Siro, em Milão. Já o Shkëndija jogará contra Akademija Pandev, pela terceira rodada da 1ª Liga (Campeonato Macedônio), também no domingo, mas às 11h30.

Milan faz placar no primeiro tempo e controla restante do jogo

Jogadores comemoram gol de Cutrone (Foto: Nake Batev/Anadolu Agency/Getty Images)
Jogadores comemoram gol de Cutrone (Foto: Nake Batev/Anadolu Agency/Getty Images)

O Milan entrou em campo com um time alternativo, sem jogadores como Kessié, Çalhanoglu, Bonaventura e Suso. A equipe rossonera começou o jogo na pressão. Logo no início, Cutrone forçou a defesa do time macedônio ao erro, ficou com a bola a finalizou na trave. Mas, aos 13 minutos, nem o poste nem o goleiro conseguiram evitar o gol do jovem jogador, de 19 anos. Cutrone recebeu ótimo lançamento de Locatelli, cortou um defensor e mandou para as redes.

Ainda no primeiro tempo, o português André Silva soltou um petardo de fora da área, exigindo grande defesa do arqueiro Zahov. O Shkëndija, por sua vez, tentava surpreender o Diavolo com chutes de fora da área, mas sem êxito. Porém, no início da segunda etapa, Alimi aproveitou um vacilo da zaga do Milan e quase empatou o duelo.

Quando o segundo tempo chegou à metade, o Shkëndija ganhou volume do jogo, muito em função do jogo cadenciado do Milan. Os arremates de longa distância eram as principais armas dos donos da casa. Alimi, duas vezes, e Ibraimi colocaram Storari para sujar o uniforme.

As duas equipes tiraram o pé do acelerador na reta final do duelo, de modo que o jogo ficou mais lendo e com poucas ações ofensivas de ambos os lados.

VAVEL Logo