Sem Rooney, Inglaterra e Malta medem forças pelas Eliminatórias Europeias

As Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo 2018 seguem a todo vapor. Nesta sexta-feira (1°) grupo F tem seu andamento na 7° rodada, e a medida que o classificatória vai se afunilando, mais equipes passam a ficar desesperadas quanto aos resultados favoráveis. 

Na República de Malta, Malta e Inglaterra se enfrentam às 15h45 (Brasília) no Ta'Qali National Stadium em duelo que vale mais para os visitantes. O English Team atualmente é o líder do grupo com 14 pontos em seis jogos disputados. Já a seleção maltesa fracassa mais uma vez, sem acumular pontos em seis jogos. Em outubro do ano passado, a Inglaterra passou fácil por Malta, vencendo por 2 a 0.

Em junho, as duas equipes estiveram em campo pela rodada anterior. Jogando fora de casa, a Inglaterra empatou em 2 a 2 contra a Seleção da Escócia. Já Malta sucumbiu e foi derrotada pela Eslovênia por 2 a 0. Será o primeiro jogo do time de Gareth Southgate sem Wayne Rooney, que anunciou sua aposentadoria da Seleção no mês passado.

Malta não tem mais pretensões

Seis jogos, nenhum ponto conquistado. Dois gols anotados, 15 sofridos. A sina da Seleção de Malta segue apenas de fracasso. A última vitória no entanto foi em junho, quando bateu a Ucrânia fora de casa por 1 a 0, mas foi por um amistoso internacional.

O treinador de Malta, o italiano Pietro Ghedin, conversou e falou sobre o trabalho em equipe antes do confronto contra a seleção inglesa. "Nós sabemos um trabalho difícil. Eles são os líderes, enquanto Malta é lanterna. Temos que jogar bem . É tudo sobre o trabalho em equipe. Precisamos dar tudo para competir com a Inglaterra. A Inglaterra é atualmente uma das melhores equipes da Europa, eles têm jogadores muito fortes. Vai ser muito difícil, a Inglaterra é a favorita, mas vamos dar o nosso melhor. Temos muito orgulho, queremos jogar pela camisa e pela nação", disse Ghedin.

Inglaterra segue compelta

Diferente do adversário desta sexta, a Inglaterra não sabe o que é perder nas Eliminatórias. Em 2017, a equipe fez apenas dois jogos oficias, batendo a Lituânia em Wembley e empatando com a Escócia no país vizinho. 

Na quarta-feira (30), a equipes fez o último treinamento em St. Geroges Park visando a partida contra Malta e o duelo contra a Eslováquia na semana que vem. Dos convocados, o único que não participou dos trabalhos foi o lateral Trippier. O jogador sentiu uma contusão atuando pelo Tottenham e não esteve 100% recuperado para o jogo. No início da semana, o goleiro Pickford foi cortado devido a uma lesão. Em seguida, o time viajou para o sul da Europa.

Os bons resultados do ET caem nas mãos do bom trabalho de Gareth Southgate, estreando como técnico. O meia Oxlade-Chamberlain, recém contratado pelo Liverpool, comentou sobre o trabalho do comandante inglês. "Muito do jeito que ele trabalha é semelhante ao que ele estava com as equipes mais jovens. Mesmo com uma equipe mais madura, ainda há muito o que se desenvolver e devemos continuar aprendendo e melhorando. Ele confia nos jogadores para falar e expressar suas opiniões para que todos trabalhem juntos como um grupo e tenta dar seus próprios pensamentos sobre como podemos melhorar".

Southgate em treino (Foto: Divulgação/FA)
Southgate em treino (Foto: Divulgação/FA)
VAVEL Logo