Isco dá show, Espanha desnorteia Itália e abre vantagem no Grupo G das Eliminatórias

Foi uma noite especial em Madri. Retornando ao Santiago Bernabéu após cerca de seis anos, a Espanha recebeu e não teve problemas para vencer a rival Itália por 3 a 0, com dois de Isco, dono da festa, e um de Morata. Ainda deu tempo de David Villa retornar à seleção após três anos ausente.

Meia merengue deu um show "em casa" | Foto: Gabriel Bouys/Getty Imagews
Meia merengue deu um show "em casa" | Foto: Gabriel Bouys/Getty Images

Com este resultado, a Fúria se isola na liderança do Grupo G com 19 pontos, enquanto a Azzurri está em segundo com 16 pontos.

Na próxima rodada, antepenúltima das Eliminatórias, a Espanha viaja para encarar a lanterna e zerada Liechtenstein na terça-feira (5), às 15h45, podendo até garantir a classificação para Rússia. A Itália terá um jogo "chato", quando recebe Israel, também na terça às 15h45.

Isco desequilibra e Espanha abre boa vantagem

Jogando sem atacante de área, a Espanha começou a partida se movimentando bastante com o trio Isco-Silva-Asensio, o que acabou confundido a defesa da Itália. Por outro lado, os italianos buscavam, principalmente, as jogadas pelas laterais, mas parava na boa marcação dos comandados de Julen Lopetegui.

E os donos da casa conseguiram marcar logo "cedo", e com um jogador acostumado a brilhar no gramado do Santiago Bernabéu, quando Asensio foi lançado no meio da defesa e acabou sendo derrubado por Bonucci: falta para Espanha. Isco foi para a cobrança e finalizou com perfeição, por cima da barreira, sem chance para Buffon: 1 a 0 Espanha.

Isco fez o Bernabéu explodir | Foto: Gabriel Bouys/AFP/Getty Images
Isco fez o Bernabéu explodir | Foto: Gabriel Bouys/AFP/Getty Images

Depois do gol, a Fúria deu uma certa cadenciada na partida, trocando mais passes que no início. Com isso, a Itália ia começando a melhorar na partida, tanto que conseguiu chegar muito bem pela primeira vez aos 21', quando Darmian cruzou da direita e Belotti, no meio da defesa, cabeceou com força, mas De Gea fez grande intervenção.

Mas aquela foi a única boa chance da Azzurri no primeiro tempo, pois a Espanha voltou a imprimir um ótimo volume de jogo e começou a chegar com mais perigo. Após boas tentativas, os espanhóis ampliaram o marcador, quando, após boa troca de passes, Iniesta achou Isco no meio, que dominou, cortou a marcação e finalizou de canhota da entrada da área, no canto, sem chance alguma para Buffon: 2 a 0 Espanha. Primeiro tempo excelente dos donos da casa.

Isco segue dando show e Espanha amplia vantagem; Villa retorna após três anos

No início da segunda etapa, a Itália voltou um pouco melhor, pressionando mais, tanto que quase marcou em duas oportunidades. A primeira foi com Verratti, que recebeu passe na entrada da área e finalizou de primeira, mas De Gea defendeu. Poucos minutos depois, após cruzamento, a bola desviou na defesa espanhola, ficou "pendurada" e Belotti cabeceou na pequena área, mas mandou por cima.

Só que após isso, a Espanha voltou a ter o controle total da partida e sob a batuta de Isco, que começou a abrir seu leque de ferramentas, distribuindo caneta e lençol, ambos em Marco Verratti, grande vítima do meia do Real Madrid na partida.

E quando a partida se encaminhava mesmo para o placar da primeira etapa, a Espanha conseguiu ampliar, quando Morata levou pelo meio, avançou, passou para Sergio Ramos, que se aventurou no ataque e cruzou rasteiro para o próprio Morata, que apareceu na segunda trave para completar e fechar a conta no Santiago Bernabéu: 3 a 0 Espanha. Nos minutos finais do jogo, ainda deu tempo para David Villa retornar à seleção após três anos.

Morata deixou o dele | Foto: David Ramos/Getty Images
Morata deixou o dele | Foto: David Ramos/Getty Images
VAVEL Logo