Em momentos recentes distintos, Paraguai e Uruguai fazem jogo decisivo pelas Eliminatórias
Foto: LatinContent WO/Sandro Pereyra

Passando por momentos recentes extremamente diferentes, Paraguai e Uruguai farão um dos jogos mais esperados dessa 16ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a próxima Copa do Mundo, que será na Rússia. A partida, que será disputada no Estádio Defensores Del Chaco, colocará frente a frente Francisco ‘Chiqui’ Arce e Óscar Tabarez.

A equipe da casa vem de um resultado histórico. Mesmo jogando em Santiago, o Paraguai jogou com inteligência, se defendeu bem e aproveitou os contra-ataques, derrotando o Chile por um sonoro 3 a 0. O grande destaque da partida foi Óscar Romero, jogador do Deportivo Alavés. Com esse resultado, a Seleção Paraguaia entrou definitivamente para a briga por uma vaga na Copa e soma 21 pontos, estando apenas três atrás do Chile, atual quarto colocado.

Se o momento do Paraguai é de euforia, o da Seleção Uruguaia é de muita preocupação. Na última rodada, a seleção bicampeã mundial teve uma atuação muito fraca, não conseguiu assustar a Argentina e, mesmo jogando em Montevidéu, conseguiu um empate vendo os Hermanos sendo superiores durante grande parte do jogo. A seleção de Óscar Tabarez foi vaiada e precisa ter cuidado, já que está a 4 partidas sem vencer e com 24 pontos.

Na partida do primeiro turno, o Uruguai, vivendo um momento totalmente diferente do atual, confirmou o favoritismo e, jogando em Montevidéu, goleou o Paraguai por 4 a 0, com dois gols de Cavani, um de Luis Suárez e o outro de Cristian Rodriguez.

Uruguai precisa mostrar bom futebol para não ficar pra trás

Como a diferença entre as duas equipes é de apenas três pontos, é possível que essa é uma “partida de seis pontos” – apesar da gritante diferença de saldo de gols: +9 para os uruguaios e -5 para os paraguaios. A seleção de Óscar Tabarez, que começou muito bem, parece ter perdido força e não vence há quatro rodadas, quando derrotou o Equador por 2 a 1. A necessidade de pelo menos pontuar é grande, para não haver riscos de terminar a rodada fora das quatro primeiras colocações.

Carlos Sanchez deve voltar ao time titular (Foto: AFP/Martin Bernetti)
Carlos Sanchez deve voltar ao time titular (Foto: AFP/Martin Bernetti)

Apesar do fraco futebol apresentado na partida anterior, o treinador não pretende fazer muitas mudanças na equipe. Um dos pontos mais necessitados foi o setor de meio-campo, que não conseguiu produzir muita coisa, e deverá ser o foco de alguma possível substituição de jogadores em relação ao último jogo. A esperança dos uruguaios se dá na dupla de ataque, formada por Cavani e Luis Suárez, que ainda não está 100% fisicamente por conta de uma lesão.

“Paraguai é uma equipe compacta, que tem bons jogadores, mas não é um Brasil, mesmo que eles venham de uma situação boa. Mesmo estando nessa grande fase, é uma equipe que tecnicamente está abaixo das demais.” – disse Óscar Tabarez em uma entrevista coletiva.

Paraguai: em time que está ganhando não se mexe

Após a antológica vitória contra o Chile, o Paraguai renasceu na competição e, dependendo dos outros resultados, pode terminar a rodada na zona de classificação para a Copa do Mundo, algo que era inimaginável de se pensar há algumas rodadas. Tudo isso tem grande braço do treinador Chiqui Arce, que montou um padrão para a sua seleção, e está colhendo os frutos disso: são duas vitórias nas últimas três partidas.

Muito disso se dá por uma base que fora montada pelo treinador, com Cáceres e Riveros como volantes e Almirón e Óscar Romero mais adiantados no meio campo. Esse esquema, porém, tem riscos de não ser repetido, já que o volante Victor Cáceres, ex-Flamengo, sentiu dores nos últimos dias por conta de uma pequena lesão e é dúvida para a partida. No restante, a Seleção Paraguaia provavelmente será a mesma da última partida.

“Nosso objetivo é buscar a vitória. Não há outro caminho.” – afirmou o zagueiro Paulo da Silva. Capitão da Seleção Paraguaia, o experiente defensor de 37 anos soma 146 partidas com a camisa Albirroja. 

VAVEL Logo