Pouco criativa, Itália bate Israel em casa pelo placar mínimo

Apesar de forçar muitos cruzamentos, Azzurra vence selecionado israelita com gol de Immobile

Pouco criativa, Itália bate Israel em casa pelo placar mínimo
Immobile extravasa ao comemorar o seu gol (Foto: Valerio Pennicino/Getty Images)
Itália
1 0
Israel

A Itália fez, nesta terça-feira (5), um jogo pobre contra Israel, mas suficiente para vencer por 1 a 0 e seguir atrás da Espanha no Grupo G das Eliminatórias Europeias à Copa do Mundo de 2018. A Azzurra, que abusou de cruzamentos durante a partida, chegou à vitória graças ao gol do atacante Ciro Immobile. O jogo ocorreu no Mapei Stadium, em Reggio Emilia, e foi válido pela oitava rodada da competição.

Com o resultado, a segunda colocada Azzurra vai a 19 pontos, três atrás da Espanha, líder da chave e que goleou a seleção de Liechtenstein, fora de casa, por 8 a 0. Caso terminem as Eliminatórias em segundo, os italianos precisarão passar pela repescagem europeia.

Israel, por sua vez, estaciona na quarta posição, com nove pontos, e não tem mais chances de alcançar o segundo lugar. Portanto, os israelitas não irão ao Mundial da Rússia.

Faltando duas rodadas para o encerramento das Eliminatórias Europeias, a Itália voltará a campo no dia 6 de outubro (sexta-feira), contra a Macedônia, em Turim. Já Israel enfrentará Liechtenstein, no mesmo dia, em Vaduz. Ambos os jogos serão válidos pela nona rodada da competição.

Itália faz primeiro tempo fraco, mas encontra gol na etapa final

A Itália atuou novamente no 4-2-4, esquema tático que fez o time sucumbir diante da Espanha, e dominou a posse de bola no primeiro tempo. Porém, os italianos não conseguiram transformá-la em chances de gol. Para piorar a situação, o experiente meio-campista De Rossi não estava em um grande dia, errando muitos passes no momento de fazer a transição da defesa ao ataque.

Israel aproveitou o jogo ruim da Itália e criou duas oportunidades de gol; em ambas, Buffon salvou – no segundo chute, inclusive, ele realizou uma grande defesa no chute de Cohen. Antes de terminar o primeiro tempo, Insigne recebeu cruzamento de Candreva e quase abriu o placar, mas o goleiro Harush defendeu.

A Azzurra voltou para o segundo tempo com uma postura mais agressiva. Não à toa, encurralou Israel logo no reinício de jogo e colocou o arqueiro adversário para trabalhar. Aos 53 minutos, os donos da casa, enfim, tiraram o zero do marcador. Candreva foi à linha de fundo, cruzou para a área, e Immobile tocou de cabeça.

Immobile completa cruzamento de Candreva e marca 1 a 0 para a Itália (Foto: Valerio Pennicino/Getty Images)
Immobile completa cruzamento de Candreva e faz 1 a 0 para a Itália (Foto: Valerio Pennicino/Getty Images)

Embora tenha aumentado o volume de jogo na etapa final, a Itália seguia com dificuldades para infiltrar a defesa israelense. Assim, os jogadores alçavam muitas bolas para a área, visando à dupla de atacantes da Azzurra, Belotti e Immobile. O aproveitamento era péssimo, apesar de o gol ter saído através de um cruzamento à área.

No restante do duelo, a Itália continuou em cima de Israel, que recuou mais ainda e não assustou a meta de Buffon. Os azzurri criaram boas situações de gols, mas o goleiro Harush realizou grandes defesas e evitou uma placar elástico no Mapei Stadium.