Guardiola destaca evolução do City em campo e surpreende ao falar sobre Sané: "Não merecia jogar"

Na manhã deste sábado (23), o Manchester City fez história após golear o Crystal Palace por 5 a 0: os Citizens se tornaram a primeira equipe a vencer três partidas consecutivas por cinco (ou mais) gols de diferença na Premier League desde o Blackburn na temporada 1958/59.

Treinador do City, Pep Guardiola mostrou-se satisfeito com a evolução de seus comandados na partida, mas não escondeu sua frustração com os 30 minutos iniciais no Etihad Stadium.

"Se você analisar os primeiros 30 minutos de hoje, nós não estávamos prontos. Talvez seja normal, não dá para estar na melhor forma durante 90 minutos. Tudo estava devagar, e nós temos que criar o jogo. Na maioria do primeiro tempo, nós não fizemos isso. Já na segunda etapa, o time imediatamente estava pronto", afirmou.

Sempre sincero, o comandante ainda disse em entrevista que Leroy Sané "não merecia jogar" o confronto contra o Crystal Palace. Para o Guardiola, o atacante dos Citizens não teve uma boa pré-temporada; esta foi apenas a segunda aparição do meia em seis rodadas da Premier League 2017/2018.

Para Guardiola, Sané não merecia jogar contra o Crystal Palace (Foto: Nick Potts/PA Images via Getty Images)
Para Guardiola, Sané não merecia jogar contra o Crystal Palace (Foto: Nick Potts/PA Images via Getty Images)

"Ele está melhorando nas coisas simples. Marcar gols é importante, criar chances, dar assistências...Ele não fez uma boa pré-temporada e não estava bem nos primeiros jogos. Ele não merecia jogar. [...] Eu tenho cinco atacantes que merecem jogar. Gabriel Jesus é incrível, Bernardo Silva sempre cria, também tenho Raheem [Sterling], Leroy e Sergio [Agüero]. Preciso deles no ápice, especialmente na segunda parte da temporada", completou o treinador.

Ao final da entrevista pós-jogo, Guardiola projetou o duelo com o próximo adversário do Manchester City, o Shakhtar Donetsk. As equipes se enfrentam na terça-feira (26), às 15h45, pela segunda rodada do Grupo F da Champions League.

“Conheço o Shakhtar muito bem dos meus tempos de Barcelona e Bayern [de Munique]. Em todas as vezes, eles tinham jogadores ótimos e experientes. Eles são uma equipe de ponta e são capazes de superar outros times de elite, como o Napoli. Não podemos nos distrair, temos que ser cuidadosos", finalizou.

VAVEL Logo