Ancelotti analisa desempenho do Bayern após derrota na França: "Faltou equilíbrio"

Noite de explicações para Carlo Ancelotti. Com atuação muito abaixo do esperado, o Bayern foi facilmente batido por um vibrante Paris Saint-Germain, no Parc des Princes. O placar de 3 a 0 expôs ainda mais o frágil sistema defensivo bávaro e acirrou as já presentes críticas ao trabalho do comandante italiano.

Em entrevista concedida pós-jogo, Ancelotti fez uma breve análise sobre a atuação de seus comandados na França. Para o treinador, faltou aproveitar as oportunidades criadas no primeiro tempo.

"Sofremos um gol logo no primeiro minuto, mas a partir daí passamos a controlar as ações na primeira etapa. Infelizmente, não fomos capazes de marcar o gol. O gol cedo nos forçou a jogar ofensivamente e acabamos cedendo muitos espaços atrás. Faltou equilíbrio à nossa equipe, principalmente na hora de evitar os contra-ataques", afirmou.

Duramente criticado pela escalação titular escolhida para iniciar a partida, sem a presença de Hummels, Robben e Ribéry, Ancelotti fez questão de se defender.

"Pensei muito sobre a escalação. Sabia que seria criticado, mas ainda estou convicto de que foi uma boa escalação. Foi uma decisão puramente tática começar com Robben e Ribéry no banco de reservas. Não tenho nenhum problema com Ribéry, certas vezes ele começará jogando, outras vezes estará no banco. Sobre Hummels, Sule e Martínez foram nossos melhores jogadores em campo hoje", concluiu.

O próximo compromisso bávaro é no próximo domingo (1), fora de casa, contra o Hertha Berlin, pela Bundesliga. Na Uefa Champions League, o Bayern volta a campo no dia 18, contra o Celtic, na Allianz Arena

VAVEL Logo