Higuaín sai do banco, muda rumo da partida e garante vitória da Juventus contra o Olympiacos

A Juventus sofreu, mas somou seus primeiros três pontos na Uefa Champions League 2017/18. Na tarde desta quarta-feira (27), a equipe juventina recebeu o Olympiacos e venceu por 2 a 0, gols de Gonzalo Higuaín e Mario Mandzukic. Os dois gols saíram na segunda etapa, após um primeiro tempo fraco da equipe italiana.

Com a vitória, a Vecchia Signora igualou os três pontos do Sporting, derrotado por 1 a 0 pelo Barcelona na outra partida desta chave. A equipe espanhola assumiu a liderança isolada do grupo D, com seis pontos somados, enquanto os gregos ocupam a última posição, com duas derrotas em duas partidas.

Na próxima rodada da competição continental, os comandados de Massimiliano Allegri encaram o Sporting, no Allianz Stadium. Esta partida será realizada no dia 18 de outubro. No mesmo dia, o Olympiacos vai ao Camp Nou enfrentar o Barcelona.

Pela Serie A, a Juventus volta a campo já no próximo domingo (1), contra a Atalanta, no Stadio Atleti Azzurri d'Italia.

Proto se destaca em primeiro tempo ruim

(Foto: Miguel Medina/AFP/Getty Images)

Antes da bola rolar, a equipe de Turim sofreu uma grande baixa em seu XI titular. No aquecimento, Pjanic sentiu desconforto e foi substituído por Bentancur. Em campo, a partida começou em ritmo lento, com pouca criatividade de ambas as equipes. A Juventus mantinha a posse de bola, mas levava pouquíssimo perigo ao gol de Proto. Bem postado defensivamente, o time visitante levava perigo nos contra-ataques, principalmente pelos pés de Sebá e Emenike.

Só a partir dos 30', os donos da casa aumentaram o ritmo. A primeira chance de perigo veio aos 34', com cabeçada perigosa de Mandzukic, pra fora. No minuto seguinte, Sturaro obrigou Proto a fazer boa defesa em nova cabeçada. Aos 39', em nova jogada aérea, Mandzukic quase abriu o placar, mas parou no arqueiro do Olympiacos.

No minuto final da primeira etapa, a Vecchia Signora quase abriu o placar por duas vezes. Dybala arriscou bela finalização, mas Proto fez defesa incrível. No lance seguinte, após cruzamento, Engels desviou contra a própria meta, mas para a sorte do defensor, a bola explodiu na trave.

Pipita: de reserva à herói

(Foto: Marco Bertorello/AFP/Getty Images)

Na segunda etapa, o jogo voltou mais aberto, com as duas equipes se lançando mais ao ataque. Sebá continuava levando perigo à meta de Gigi Buffon, enquanto Douglas Costa e Dybala eram os mais participativos pelo lado bianconero. Aos 15', todavia, veio a alteração que mudaria os rumos da partida: Cuadrado deu lugar à Higuaín, reserva mais uma vez por opção de Massimiliano Allegri.

O camisa 9 precisou de apenas nove minutos para balançar as redes. Douglas Costa fez bela jogada pelo lado esquerdo e cruzou rasteiro para o meio da área. Gonzalo finalizou de primeira, a bola explodiu na marcação e voltou, caprichosa, para os pés do próprio centroavante. Na segunda chance, o argentino não desperdiçou e mexeu no placar: 1 a 0, para a festa da torcida juventina no Allianz Stadium. Atrás no marcador, Lemonis promoveu alterações, tentando deixar sua equipe mais ofensiva. Mas foi a equipe da casa que cresceu na partida.

Animada pelo gol, a Juve foi pra cima, desperdiçando oportunidades com Mandzukic e Higuaín, muito participativo na partida.  Aos 35', Pipita arrancou do meio de campo e deu belo passe enfiado para Dybala, dentro da área. O camisa 10 finalizou pro gol com categoria, mas viu o zagueiro adversário cortar em cima da linha. Na sobra, o oportunista Mandzukic completou de cabeça: 2 a 0.

VAVEL Logo