Na volta de Heynckes, Bayern domina e goleia Freiburg pela Bundesliga
Foto: Christof Stache/AFP

Jupp Heynckes vibrando, euforia na arquibancada e equipe mostrando um belíssimo futebol: parece que é uma manchete de 2013, mas ocorreu nesse sábado (14) na Allianz Arena, em um jogo entre Bayern de Munique e Freiburg, válido pela oitava rodada de Bundesliga. Apresentando uma grande atuação, os bávaros venceram por 5 a 0, com gols de Schuster (contra), Coman, Thiago Alcântara, Lewandowski e Kimmich.

Com esse resultado, o Bayern foi para 17 pontos, se manteve na segunda posição e pressiona o Borussia Dortmund, líder da competição, que tem 19 e jogará nessa rodada contra o RB Leipzig, em um confronto direto da parte de cima da tabela. O Freiburg, por sua vez, continua com o risco do rebaixamento vivo e permanece na 15ª colocação, uma acima da zona da degola, com 7 pontos conquistados.

Na próxima rodada, o Bayern viajará até o Norte do país para enfrentar o Hamburgo, que luta – novamente – contra o rebaixamento, no Volksparkstadion. Por outro lado, o Freiburg terá um confronto contra uma equipe que sonha com competições europeias, o Hertha Berlin. A partida será no Schwarzwald-Stadion, na Floresta Negra.

Bayern domina e faz dois gols, mas Freiburg também assusta

Pressionado por conta dos empates nas últimas rodadas e inflamado pela sua torcida, que fez a festa por conta da estreia de Jupp Heynckes, o Bayern de Munique, exercendo a sua essência, tentou atacar desde o primeiro minuto de jogo. Porém, não houve um domínio total: apesar dos bávaros possuírem a maior parte da posse da bola e criar muitas jogadas, o Freiburg não jogou apenas na defesa e também assustou em alguns ataques esporádicos.

Isso ficou claro logo aos seis minutos, quando a equipe da Floresta Negra teve uma grande chance: Niederlechner, com espaço pelo lado esquerdo, cruzou para o meio da área e achou Kurt, que finalizou, mas parou em uma grande defesa do goleiro Ulreich. Dois minutos depois, porém, um balde de água fria no Freiburg, já que Coman, após boa jogada, achou Alaba com liberdade, que cruzou para o meio da área, onde Müller dividiu com Schuster, que colocou a bola contra a sua própria meta, abrindo o placar.

Thiago Alcântara teve uma boa atuação (Foto: Christof Stache/AFP)
Thiago Alcântara teve uma boa atuação (Foto: Christof Stache/AFP)

No decorrer da partida, o Bayern de Munique controlou as ações da partida, se impondo da maneira que queria, com Thiago Alcântara e Thomas Müller, principalmente, distribuindo o jogo para os seus companheiros. O negócio foi tão fácil assim, já que o Freiburg teve uma sólida atuação defensiva, principalmente com o turco Caglar Soyüncu. Dessa maneira, a equipe visitante conseguia, em algumas ocasiões, encontrar contra-ataques fulminantes e perigosos.

Um exemplo disso ocorreu aos 35 minutos, quando, após uma saída em velocidade, Günter, com espaço pelo lado esquerdo, cruzou para o meio buscando Frantz que, completamente livre, não conseguiu acertar a bola em cheio e cabeceou para o lado do gol de Ulreich, que já estava vendido na jogada. Mas, assim como no primeiro tempo, uma decepção para o time da Floresta Negra, já que, alguns minutos depois, o Bayern aumentaria o placar, em um gol de peixinho de Coman, aproveitando o rebote de um chute de Robben.

Festa e euforia: goleada do Bayern 

O cenário da etapa inicial se repetiu na complementar em uma menor escala: enquanto que o Bayern dominava a partida e continuava atacando mesmo vencendo, o Freiburg, que teve chances de marcar nos primeiros 45 minutos, abdicou de atacar, se resumiu a chutões e viu, durante todo o tempo, os bávaros indo ao campo de ataque.

Apesar do domínio, o placar demorou a ser alterado no segundo tempo. Apenas aos 18 minutos, quando, após um cruzamento, a defesa do Freiburg afastou a bola, que sobrou para Hummels que, meio sem querer, ajeitou a bola para Thiago Alcântara, que dominou, ajeitou o corpo e deu um lindo chute rasteiro e com curva, que morreu no canto de meta defendida por Schwolow.

Volta de Jupp Heynckes: festa completa (Foto: Jan Hetfleisch/Bongarts)
Volta de Jupp Heynckes: festa completa (Foto: Jan Hetfleisch/Bongarts)

O nervosismo parece ter tomado conta da equipe visitante e Müller, aos 30 minutos, conseguiu roubar a bola, no campo de ataque, do zagueiro Soyüncu, que fazia – até então – uma partida sólida, que tentou sair driblando. O alemão não foi individualista e tocou para Lewandowski, que, de cara com o goleiro, não perdoou e se consolidou como artilheiro do campeonato.

Nos últimos vinte minutos, ficou claro que a equipe do Bayern se poupou e diminuiu o ritmo – até pensando no jogo da próxima quarta-feira (18), contra o Celtic, válido pela 3ª rodada da UEFA Champions League. Já nos acréscimos, a cereja foi colocada em cima do bolo: após uma jogada rápida pelo lado direito, Rudy achou Coman  com liberdade, que cruzou para o jovem Kimmich apenas desviar e completar o placar. O 5 a 0 fez a torcida ficar eufórica, com a felicidade de ter reencontrado o caminho das vitórias no Campeonato Alemão. 

VAVEL Logo