APOEL e Borussia Dortmund buscam primeiros pontos e reação na Champions League

Logo na primeira vez que se enfrentam, APOEL e Borussia Dortmund vão para o confronto nesta terça-feira (17), às 16h45 (horário de Brasília), para tentar vencer e pontuar na fase de grupos da UEFA Champions League. A partida que ocorrerá no GSP Stadium, na cidade de Nicósia, no Chipre, tem tudo para ser disputado visto que as duas equipes almejam uma possibilidade de ficar em segundo lugar no Grupo H.

Na competição, o Dortmund costuma fazer campanhas superiores ao do time do APOEL na UCL, sendo o time aurinegro cotado para vencer a partida. Além disso, o retrospecto não é favorável ao time cipriota que perdeu todos os últimos seis jogos disputados contra times alemães. Contudo, este duelo é importante para o APOEL que joga em casa e espera terminar entre os três primeiros na fase de grupos, para conseguir dar continuidade na competição ou ir para a Europa League.

As equipes aproveitam também o confronto entre Real Madrid e Tottenham, líderes de grupo, esperando saber com quem devem lutar diretamente, já que quem vencer a partida entre os rivais avança para nove pontos e se distancia ainda mais.

APOEL espera vencer como mandante

A equipe do Chipre é a única equipe do país a conseguir chegar a fase de grupos da Champions League e Europa League. Na UCL, a melhor campanha da equipe foi em 2011/2012 ao chegar nas quartas de final após eliminar o Lyon, mas teve como rival o Real Madrid logo depois. Já na temporada passada, depois de derrotarem o Athletic Bilbao, chegaram aos 16 avos-de-final na UEL caindo diante do Anderlecht.

Nesta temporada, os Thrylos não venceram nenhum jogo da Champions, perdendo ambas as partidas por 3 a 0 contra o Real Madrid, no Santiago Bernabéu, e o Tottenham, em casa. O jogo desta terça é uma grande oportunidade para os cipriotas tentarem vencer em seus domínios e almejar terminar entre os três primeiros do grupo.

Giorgios Donis, técnico do APOEL (Foto: Florian Choblet|AFP|Getty Images)
Giorgios Donis, técnico do APOEL (Foto: Florian Choblet|AFP|Getty Images)

Diferentemente da competição internacional, o APOEL vem fazendo uma ótima campanha na liga cipriota, sendo campeão nacional consecutivo desde 2013. Venceu a rodada do fim de semana por 2 a 0 contra Doxa, e deve vim para a UCL com gás para vencer. Para o jogo contra o Borussia Dortmund, o treinador Giorgos Donis não conta com o atacante Georgios Efrem por conta de lesão, única baixa para a partida. A carta na manga do técnico é o atacante Igor de Camargo, brasileiro naturalizado belga, que já jogou na Alemanha pelo Borussia Mönchengladbach e Hoffenheim, que saberá como imprimir um jogo ofensivo contra os alemães.

Este será o nono jogo em casa dos Τhrylos contra adversários da Bundesliga. Eles perderam sete desses jogos anteriores, incluindo todos os últimos seis. A única vitória cipriota contra time alemão foi na Copa da Europa 1980/81, diante do Dynamo de Berlim – atualmente jogando na Regionalliga Nordost, uma das chaves da quarta divisão do futebol alemão – ganhando a primeira rodada por 2-1, em Nicósia.

Borussia Dortmund em busca de melhorar a campanha na Champions

Os aurinegros também amargam duas derrotas, ambas por 3 a 1, contra Real Madrid, em casa, e Tottenham, em Wembley, e agora tem a oportunidade de reverter a situação na partida contra o APOEL. A vitória neste confronto pode trazer a confiança do time e da torcida de volta a competição, além de servir como motivação após perder a última partida pela Bundesliga para o RB Leipzig por 3 a 2.

O técnico Peter Bosz terá a missão de vencer a equipe cipriota fora de casa com um placar consistente para manter as chances de alcançar as eliminatórias da Champions League. "Perdemos duas vezes e estamos aqui para vencer, mas APOEL também precisa de uma vitória. Vamos tentar melhorar o nosso jogo".

(Foto: Florian Choblet|AFP|Getty Images)
(Foto: Florian Choblet|AFP|Getty Images)

Para a partida, o treinador holandês não conta com alguns jogadores que estão contundidos, como Piszczek (joelho), Durm (quadril), Reus (ligamentos do joelho) e Rode (pelve). Contudo, o lateral-esquerdo e capitão aurinegro, Marcel Schmelzer, deve regressar ao time depois de cinco semanas fora por conta de rompimento dos ligamentos do tornozelo direito, ficando a dúvida se ele já está apto a começar jogando. "O fato de termos trazido Schmelzer conosco mostra que ele poderia jogar. A questão é apenas se ele pode começar. Não fizemos um bom começo para a nossa campanha na Champions League e queremos ganhar a partida. Estamos com o objetivo de ganhar as duas partidas contra o APOEL. Isso significaria que estaríamos sob menos pressão".

VAVEL Logo