Com bela atuação de trio, Arsenal vira sobre Everton e cola no G-4 da Premier League

Arsène Wenger não poderia ter tido um melhor aniversário de 68 anos. Primeiro, o comandante do Arsenal conseguiu escalar Alexis Sánchez (um gol), Mesut Özil (um gol) e Alexandre Lacazette (um gol) juntos pela primeira vez no ano e, segundo, por ter vencido o Everton, de virada, por 5 a 2, fora de casa, na manhã deste domingo (22), pela nona rodada da Premier League 2017/18.

Rooney e Niasse marcaram para os anfitriões, enquanto que Nacho Monreal e Aaron Ramsey marcaram os outros dois dos visitantes. Essa também foi a primeira vez em quase dois anos que os Gunners viraram uma partida fora de casa. 

O triunfo londrino dá o 16º ponto à equipe na competição, empatando com o Chelsea, quarto colocado, mas levando desvantagem no saldo de gols e ficando em quinto. Já para os Toffees, o revés coloca o time na zona de rebaixamento, em 18º, com os ainda oito pontos somados. 

As equipes voltam a campo pela Premier League no próximo final de semana, quando o Everton visita o Leicester, no domingo (29), às 14h pelo horário de Brasília, e o Arsenal joga contra o Swansea, no Emirates, um dia antes, às 12h, também pelo horário da capital brasileira. 

Arsenal domina primeira etapa, mas precisa ir atrás do empate depois de belo gol de Rooney

Nos minutos iniciais, o Arsenal apresentou um jogo bem ofensivo, mesmo jogando no Goodison Park. A equipe de Arsène Wenger chegou com perigo algumas vezes, tentando tomar domínio do jogo logo no começo. Com dois minutos, Ramsey recebe passe e bate colocado, mas vê Pickford se jogar para fazer a defesa. Dois minutos depois, Özil dá belo passe para Lacazette e o francês arrisca sem ângulo, mas o arqueiro adversário conseguiu fazer nova defesa.

No nono minuto, Lacazette recebe passe na pequena área de Ramsey, gira na marcação e arrisca, mas Pickford faz nova defesa, dessa vez à queima-roupa. Embora os visitantes estivessem atacando mais, trocando passes e tentando entrar na marcação adversária, foram os donos da casa que abriram o placar, com Rooney, com um belo chute de fora da área aos 11 minutos. 

Em cobrança de falta aos 15 minutos, Pickford fez a defesa, mas largou e, no rebote, acabou fazendo nova defesa para lateral. Mas, de tanto insistir, o empate do Arsenal acabou saindo, aos 39. Depois de bela jogada individual pela esquerda, a bola acabou sobrando para Xhaka arriscar de fora. O suíço bateu com força e viu Pickford defender a bola, mas, no rebote, Monreal apareceu arrematando de primeira para as redes, igualando tudo.

No minuto seguinte, Sánchez puxou contra-ataque e tocou para Bellerín, mas o espanhol chutou errado. Aos 43, quase a virada em boa jogada rápida. Özil achou Sánchez dentro da área e o chileno tentou um chute por cima do goleiro, mas ele fez a defesa para escanteio. 

Eficiente, Arsenal marca mais dois, vira e vence o jogo no Goodison Park

Segundo tempo se inicial com muita velocidade dos dois lados, seja quando os jogadores deixavam o jogo veloz, ou quando faziam a bola girar rápido no campo. Com seis minutos, Vlasic recebeu boa bola pela direita, invadiu a área, conseguiu tirar da marcação e arriscou o chute, mas acabou sendo bloqueado pela zaga. No contra-ataque puxado pro Lacazette, Sánchez recebeu na esquerda, esperou a infiltração de Özil e colocou a bola na cabeça do alemão, que venceu Pickford na cabeçada e virou o jogo para os visitantes. 

Koscielny faz boa jogada individual pela direita, cruza para Ramsey que, livre, bateu de primeira e mandou para fora. A partida acabou ficando um pouco mais morna, principalmente quando Gueye foi expulso por levar o segundo cartão amarelo, deixando o Arsenal mais à vontade para trabalhar a bola e fazer uma marcação mais forte no campo defensivo e sair em contra-ataques. 

Com quase 30 minutos, Sánchez recebeu em contragolpe, tocou para Özil, que teve a calma na direita de ajeitar e tocar para Lacazette, no centro da área, só empurrar para o fundo das redes e ampliar a vantagem. Quase próximo dos 40, Xhaka arriscou de fora, mas a bola bateu no travessão. Aos 45, Ramsey recebeu boa bola enfiada e teve a frieza de arrematar para o gol. Nos acréscimos, Niasse ganhou bola de Cech e marcou. Dois minutos depois, Sánchez recebeu bola no, abriu espaço e fez o quinto. 

VAVEL Logo