Homem acusado de racismo contra Raheem Sterling é condenado a 16 semanas de prisão

Karl Anderson, de 29 anos, proferiu ofensas racistas contra o atacante do Manchester City antes do jogo contra o Tottenham e foi condenado por crime de ódio

Nesta quarta-feira (20), o homem acusado de proferir ofensas contra Raheem Sterling foi preso na Inglaterra. Karl Anderson, de 29 anos, cometeu o ato contra o meia-atacante do Manchester City no último sábado (16), antes dos Citizens enfrentarem o Tottenham em Manchester, pela 18ª rodada da Premier League. Ele foi condenado a 16 semanas de prisão pelo crime de ódio.

No julgamento, foram exibidas as imagens do circuito interno de câmeras do complexo de treinamentos do City. Anderson chegou em uma van junto com Sterling ao local no dia do jogo contra os Spurs. Ao ser parado e descer do carro, o jogador de 23 anos foi chutado na perna por quatro vezes e sofreu injúrias raciais de seu agressor. Anderson também teria dito a Sterling que “esperava que sua esposa e seus filhos acordassem mortos pela manhã”.

O caso está longe de ter sido a primeira acusação de Anderson. Segundo a corte, ele já sofreu outras 25 acusações por 37 delitos diferentes – uma delas por ter atirado um sinalizador em um policial durante uma partida de futebol. Além da prisão, ele terá que pagar £ 100 de indenização e outras £ 125 de taxa adicional pela ofensa à vítima.

Polícia anuncia investigação do caso de racismo contra Sterling e encara como crime de ódio

Em um comunicado, Sterling se disse “completamente chocado” pelo incidente. “Eu não achava que esse tipo de comportamento continuasse acontecendo nesse país nos dias de hoje”, afirmou o inglês. De acordo com a BBC, a juíza do caso, Diana Webb-Hobson, justificou a condenação pelo fato de o ataque ter sido completamente motivado pelo agressor e justificou seu histórico de problemas como “terrível”.

Segundo o tribunal, Sterling teve dores na região agredida, mas não chegou a sofrer nenhuma lesão séria. A resposta do atacante foi no campo: horas depois, marcou dois gols na goleada do líder isolado da Premier League sobre o Tottenham por 4 a 1. O camisa 7 tem 10 gols e está em terceiro lugar na artilharia do campeonato inglês nesta temporada.