Golaço de Reus garante vitória do Dortmund sobre Gladbach no clássico dos Borussias

Meia voltou a balançar as redes após nove meses; goleiro Bürki teve grande participação no triunfo dos aurinegros

Golaço de Reus garante vitória do Dortmund sobre Gladbach no clássico dos Borussias
Reus decidiu o clássico dos Borussias (Foto: Christof Koepsel/Bongarts/Getty Images)
Borussia Mönchengladbach
0 1
Borussia Dortmund
Borussia Mönchengladbach: Sommer – Oxford, Ginter, Vestergaard, Elvedi – Kramer, Zakaria (83' Cuisance) – Hofmann (73' Herrmann), Hazard, Stindl (c) – Bobadilla (79' Drmic)
Borussia Dortmund: Bürki – Piszczek, Sokratis, Akanji, Toljan – Weigl, Castro – Götze (74' Pulisic), Reus (c) (79' Dahoud), Schürrle (87' Toprak) – Batshuayi
Placar: 0 - 1, min. 32, Reus.
ÁRBITRO: Dankert. Cartões Amarelos: Bobadilla (min. 22), Batshuayi (min. 40), Oxford (min. 55), Castro (min. 69), Elvedi (min. 71), Bürki (min. 89)
INCIDENCIAS: Jogo válido pela 23ª rodada da Bundesliga, disputado no Borussia-Park.

Borussia Mönchengladbach e Borussia Dortmund entraram em campo neste domingo (18), no Borussia-Park, em Mönchengladbach, pela 23ª rodada da Bundesliga. O clássico dos Borussias terminou com vitória magra do time aurinegro, 1 a 0. O meia Marcos Reus, que não balançava as redes havia nove meses, marcou um golaço para decidir o duelo.

O resultado colocou o Dortmund momentaneamente na vice-liderança da competição, com 40 pontos. Já o Gladbach, que chegou à sua quarta derrota seguida, permanece com 31 pontos, na décima colocação, e vê a distância para seus concorrentes aumentar.

Os Potros voltam a campo no sábado (24), diante do Hannover, fora de casa. Por sua vez, o Dortmund, que tem compromisso contra a Atalanta na quinta-feira (22) pela Uefa Europa League, jogará novamente pelo campeonato nacional no domingo (25), no Signal Iduna Park, diante do Augsburg.

Gladbach pressiona, mas Reus abre o marcador na etapa inicial

Em um gramado totalmente prejudicado pelo rigoroso inverno alemão, Borussia Mönchengladbach e Borussia Dortmund, duas equipes que priorizam o futebol técnico, tiveram enormes dificuldades durante a etapa inicial, essencialmente na condução de bola. Em péssima fase, os donos da casa chegaram com perigo pela primeira vez através do capitão Lars Stindl, que de frente para o gol, parou em excelente defesa do arqueiro Bürki.

Com a partida bem equilibrada, o meia-atacante Marco Reus, ex-jogador dos Foals, anotou um belíssimo gol para inaugurar o marcador. O jogador comemorou o tento, algo que não costumava fazer anteriormente, gerando insatisfação da torcida, que sempre o idolatrou – pelo excelente desempenho pelo clube entre 2009 e 2012. Depois do gol, os torcedores vaiavam de forma mais incisiva quando Reus tocava na bola.

Apesar da desvantagem no placar, os Potros não desanimaram e mostraram empenho em buscar a igualdade no placar. Jannik Vestergaard, depois de bate rebate na área, mandou para o fundo das redes, no entanto o dinamarquês teve seu tento devidamente anulado pelo VAR. Em seguida, Thorgan Hazard, em excelente jogada individual, driblou alguns defensores dos Aurinegros, mas pecou na hora da finalização, impedindo aquilo que seria um gol de placa no Borussia-Park.

Bürki evita empate do Gladbach na etapa final

A etapa complementar teve o mesmo panorama da primeira metade, só que com mais intensidade por parte do Gladbach. Nos primeiros vinte minutos, por exemplo, os Foals chegaram com dez finalizações, em algumas parando em grande atuação do arqueiro Bürki. As duas principais chances dos Potros contaram com grandes intervenções do goleiro dos Aurinegros: a primeira em finalização de fora da área de Stindl, que permitiu rebote, mas Bürki mostrou agilidade e impediu o gol de Raúl Bobadilla no rebote.

O arqueiro suíço voltou a aparecer em cabeça a queima-roupa de Elvedi e em lance seguinte, mais uma vez parou a finalização de Bobadilla, depois de passe preciso de Patrick Herrmann. Os donos da casa continuaram pressionando até o fim da partida, finalizaram em 26 oportunidades, mas não conseguiram balançar as redes do Dortmund, chegando a 4ª derrota consecutiva na competição.