Diante do Besiktas, Bayern visa manutenção de invencibilidade na temporada e vantagem na UCL

Bávaros acumulam 13 partidas sem derrotas e miram ampliar sequência positiva; turcos buscam surpreender fora de casa em seu primeiro confronto eliminatório na história da Champions

Diante do Besiktas, Bayern visa manutenção de invencibilidade na temporada e vantagem na UCL
Foto: Jan Hetfleisch/Bongarts/Getty Images
Bayern de Munique
Besiktas
Bayern de Munique: Ulreich; Kimmich, Jérôme Boateng, Hummels e Alaba; Arturo Vidal, Thomas Müller e James Rodríguez; Coman, Robben e Lewandowski. Técnico: Jupp Heynckes.
Besiktas: Fabri; Gökhan Gönül, Pepe, Vida e Adriano; Hutchinson e Medel; Quaresma, Anderson Talisca e Babel; Vágner Love. Técnico: Senol Günes.
ÁRBITRO: Ovidiu Hategan (ROM), auxiliado por Octavian Sovre (ROM) e Sebastian Gheorghe (ROM)
INCIDENCIAS: Primeiro confronto válido pelas oitavas de final da Uefa Champions League 2017-18, a ser disputado na Allianz Arena, às 16h45 desta terça-feira (20)

Duas equipes de tradições continentais completamente opostas, mas com poderios nacionais semelhantes. De um lado, o Bayern de Munique é pentacampeão europeu e maior vencedor da Alemanha. Do outro lado, o Besiktas compõe a trinca de clubes mais populares e vencedores da Turquia – ao lado de Fenerbahçe e Galatasaray – e chega ao primeiro confronto eliminatório em sua história. Porém, todos os componentes que justificam a história dos times são deixados de lado a partir das 16h45 desta terça-feira (20), quando alemães e turcos se enfrentam pelo primeiro jogo das oitavas de final da Uefa Champions League, a ser realizado na Allianz Arena, em Munique.

O Bayern começou a temporada com resultados adversos, mas se recuperou ao longo da temporada e terminou a fase de grupos do torneio continental na segunda posição do Grupo B, com 15 pontos ganhos, e perdeu apenas nos critérios de desempate para o Paris Saint-Germain. Por sua vez, o Besiktas deixou clubes apontados antecipadamente como favoritos para trás e terminou como líder do Grupo G, com 14 pontos somados, à frente de Porto, RB Leipzig e Monaco.

As duas equipes mediram forças em apenas duas oportunidades ao longo da história, na temporada 1997-98. Os alemães levaram a melhor nos dois jogos, com quatro gols marcados pelos bávaros e nenhum sofrido.

Uso do amplo elenco

Na Bundesliga, o Bayern de Munique é soberano. A equipe acumula recordes e escritas históricas, lidera a competição nacional com 59 pontos – 19 à frente do segundo colocado Borussia Dortmund – e se aproxima do inédito hexacampeonato alemão. Com a tranquilidade nos certames germânicos – a equipe também é semifinalista da Copa da Alemanha, a concentração do time volta para a busca do sexto título continental. A recuperação ao longo da temporada e o elenco experiente e participativo na temporada deixam o técnico Jupp Heynckes mais ciente do que pretende escalar em campo, além de confiar em seu elenco.

Foto: Anadolu Agency/Getty Images

O único desfalque é o goleiro Manuel Neuer, que segue em recuperação de uma cirurgia realizada no pé e deve voltar aos gramados no próximo mês de março. Com todos os outros jogadores à disposição, Heynckes deve colocar em campo as peças que são usadas com mais frequência em campo. A ideia é manter a formação ofensiva e o 4-3-3 como esquema tático. Em entrevista coletiva, o treinador bávaro opinou que o favoritismo não é concentrado apenas em Real Madrid, Barcelona e Paris Saint-Germain, além de enfatizar a qualidade do adversário e a qualidade de seus comandados.

“Nós sabemos o quanto essa competição significa. É a Uefa Champions League e todos os melhores clubes querem vencer. Existem muitos clubes grandes. Existem cinco equipes muito fortes na Inglaterra, especialmente aquelas que se fortaleceram maciçamente no verão passado e no inverno. Existem muitos favoritos, não apenas Barcelona, Real Madrid e Paris Saint-Germain. Besiktas é uma equipe que pode jogar futebol e não é nenhuma surpresa que eles estejam aqui. Eles ganharam os três dos jogos ausentes na fase de grupos. Eles não vão se esconder, eles gostam de jogar futebol – se deixá-los. Essa é a chave. Eles procurarão suas chances, então precisamos estar preparados. Espero que o meu time faça um melhor desempenho para lançar as bases para chegar às quartas de final”, explicou o técnico.

Foto: Jan Hetfleisch/Bongarts/Getty Images

“Não tenho equipe A ou B. Existe apenas um time do Bayern. Todo jogador conhece sua posição e se entende, então não acho que tenhamos muitos problemas com a rotação. Há muito mais benefícios, porque todos se sentem importantes e permanecem frescos. Não é fácil, mas acho que os jogadores estão felizes com a forma como eu consegui até agora”, concluiu o treinador.

Surpreender e abrir vantagem

O Besiktas já encarou uma equipe alemã na Uefa Champions League. Os turcos enfrentaram o RB Leipzig e venceram as duas partidas. Os dois resultados foram fundamentais para que o clube terminasse na liderança do Grupo G e encarasse o Bayern nas oitavas de final. Embora haja uma diferença entre disputar jogos contra RB Leipzig e Bayern de Munique, o cenário tem semelhanças: encarar hostilidade e uma equipe qualificada com o objetivo de surpreender fora de casa e decidir a vaga inédita nas quartas de final diante de sua fanática torcida.

Foto: Anadolu Agency/Getty Images

Para encerrar a invencibilidade de 13 jogos do adversário na temporada em sua estreia nas fases eliminatórias do torneio continental, o técnico Senol Günes não vai poder contar com quatro jogadores de seu elenco. Os zagueiros Tosic (braço) e Atinc (joelho) e os meias Kavlak (ombro) e Gökhan Töre (joelho) estão no departamento médico e não têm condições de entrar em campo. Na entrevista, o comandante das Águias Negras enfatizou o poderio do Bayern, jogou o favoritismo na equipe alemã e afirmou o que pretende fazer amanhã.

“O Bayern é uma equipe muito forte, sabemos disso. Depois do Real Madrid e do Milan, eles são a terceira equipe mais bem-sucedida da competição. Jogaram a maior parte das finais. O Bayern poderia montar dois times, eles têm um grande time com muitos jogadores de alto nível. Mas não importa quem joga, precisamos fazer o nosso trabalho e ter cuidado. Queremos pressionar na saída de bola e tornar o jogo difícil para eles. Onde quer que jogue contra o Bayern, eles são os favoritos. Estamos orgulhosos de jogar contra grandes times como este e iremos aproveitar o desafio. Vamos tentar fazer o nosso melhor. O Bayern parece o time mais forte, mas vamos jogar nosso futebol. Vamos tentar ter um bom desempenho e correr o risco. É importante marcar um gol fora de casa”, explicou Senol Günes.