Com direito a milagre de De Gea, Sevilla e United empatam sem gols na Espanha

Arqueiro espanhol faz defesa espetacular no final do primeiro tempo e deixa confronto aberto para Inglaterra

Com direito a milagre de De Gea, Sevilla e United empatam sem gols na Espanha
Momento do milagre de De Gea | Foto: Jorge Guerrero/AFP/Getty Images
Sevilla
0 0
Manchester United
Sevilla: Rico; Navas, Mercado, Lenglet e Escudero; N'Zonzi; Sarabia, Banega (Pizarro, Min. 89), Vázquez e Correa; Muriel (Sandro, Min. 85). técnico: Vincenzo Montella
Manchester United: De Gea; Valencia, Lindelof, Smallingg e Young; Matic, McTominay e Herrera (Pogba, Min. 17); Mata (Martial, Min. 80), Lukaku e Sánchez (Rashford, Min. 75). técnico: Jose Mourinho
ÁRBITRO: Clement Turpin (FRA); cartões amarelos: N'Zonzi (Min. 21), Sánchez (Min. 41)
INCIDENCIAS: partida de ida das oitavas de finais da uefa champions league 2017/18, realizada no estádio ramon sanchez pizjuan, em sevilha, espanh

Mesmo com alta expectativa, o primeiro capítulo de Sevilla Manchester United acabou sem bola na rede. Nesta quarta-feira (21), espanhóis e ingleses fizeram o jogo de ida das oitavas de finais da Uefa Champions League 2017/18 e empataram sem gols no Ramon Sanchez Pizjuan, com direito um milagre de David De Gea, que com certeza garantiu o 0 a 0.

O jogo de volta entre espanhóis e ingleses está marcado para o próximo dia 13 de março, no estádio Old Trafford, em Manchester, às 16h45. Confronto completamente aberto.

Sevilla cria mais e para em De Gea

Foto: Jorge Guerrero/AFP/Getty Images
Foto: Jorge Guerrero/AFP/Getty Images

Dono da casa, o Sevilla dominou as ações da partida deste os primeiros minutos, chegando com perigo por ambas as faixas do campo. A primeira chance veio com Muriel, que arriscou de longe, rasteiro, e De Gea fez boa defesa. Depois foi a vez de Navas avançar pelo meio e experimentar, mas a bola foi ao lado da trave. O United apenas se fechava nos primeiros minutos de embate.

Mas após tomar dois sustos, os Red Devils foram em busca de assustar também, e quase conseguiram com sua dupla de frente, quando Alexis Sánchez deu ótimo lançamento na área para Lukaku, que pegou de primeira, com a chapa, mas forte demais, por cima do gol de Rico. Algum tempo depois, foi a vez de McTominay finalizar de primeira após passe de Young, mas Rico fez intervenção segura.

No final do primeiro, a estrela de David De Gea apareceu de vez no Ramon Sánchez Pizjuan. Na primeira chance sevillista, após escanteio, Mercado, na área, cruzou de bicicleta e N'Zonzi cabeceou para grande defesa do espanhol. Poucos minutos depois, no último lance da primeira etapa, Navas cruzou, Muriel subiu completamente livre na pequena área e cabeceou com força, mas De Gea fez um verdadeiro milagre, mais um, garantindo o 0 a 0 para o intervalo.

Segundo tempo morno e com quase nenhuma chance

Foto: Jorge Guerrero/AFP/Getty Images
Foto: Jorge Guerrero/AFP/Getty Images

O segundo tempo teve um início bem mais lento e até feio que a primeira etapa, com ambos os times errando demais. Porém, o Sevilla seguia melhor, conseguindo chegar com mais facilidade, mesmo que até de forma desorganizada, enquanto o United seguia sem criatividade alguma e apenas se defendendo, fazendo de Sergio Rico um mero espectador.

A primeira boa chance da veio com mais da metade da etapa final jogada, quando Muriel recebeu na direita, no mano a mano, levou para o fundo, cruzou na segunda trave e Sarabia cabeceou, mas por cima do gol de De Gea. Donos da casa tentavam muito, mas pecavam no momento de finalizar as jogadas.

Para se ter uma ideia, os visitantes só criaram sua primeira chance no segundo tempo aos 41', quando Pogba recebeu na área, percebeu a passagem de Rashford, rolou e o jovem atacante finalizou de primeira, mas pegou mal e mandou para fora. E com um jogo bem morno para as expectativas em cima do próprio, a partida terminou no empate sem gols.