Técnico do Gladbach, Hecking exalta ano do lateral Elvedi: "Jogar Copa seria final perfeito"
Foto: Divulgação/Borussia Mönchengladbach

Depois de finalmente voltar a triunfar, o Borussia Mönchengladbach voltará a campo nessa sexta-feira (2) em jogo válido pela 25ª rodada da Bundesliga, no Borussia-Park (com gramado remodelado) diante do Werder Bremen. Uma nova vitória poderá recolocar o Gladbach na disputa pelas competições europeias.

O resultado da rodada anterior – vitória diante do Hannover – não minimiza o excessivo número de desfalques dos Potros. Raffael, Traoré, Johnson, Strobl, Villalba, Wendt, Bénes e Doucouré são desfalques certos – e todos eles com lesões de longa duração, com exceção ao brasileiro Raffael, que anotou sete gols e uma assistência nas últimas sete partidas contra o Werder.

Raffael não possui lesão grave e deverá retornar aos treinos em breve. Traoré, Johnson, Wendt e Strobl estão fazendo bom progresso e devem voltar aos treinamentos em algumas semanas. László Bénes ficará fora por um tempo maior”, explanou o comandante.

O treinador dos Potros também discorreu sobre a atual situação de Raúl Bobadilla no elenco e como parar Max Kruse, ex-Foal: “Max Kruse é um jogador muito importante para eles. Ele lidera a equipe e está em uma grande temporada, é uma ameaça e temos que observá-lo de perto. Sobre o Bobadilla, o início dele foi difícil devido às lesões sofridas e é ótimo que ele esteja apto a atuar nos últimos jogos. Ele nos da mais presença na área e ajuda os companheiros na construção das jogadas”, afirmou.

Por fim, Dieter Hecking falou sobre a grande temporada do suíço Nico Elvedi até aqui, em franca evolução: “Nico alcançou um sério progresso na atual temporada. Ele é um jogador crucial para o elenco e é bem versátil – ele joga bem não importe onde seja escalado. Ele começou a atuar pela esquerda sem qualquer problema. Jogar a Copa do Mundo seria o final perfeito para a grande temporada dele”, analisou o comandante.

VAVEL Logo