Título x reabilitação: Manchester City e Chelsea se enfrentam pela Premier League

Neste domingo (04), o duelo entre Manchester City e Chelsea marca a 29ª da Premier League, e a promessa é de um grande duelo entre os dois gigantes ingleses. A bola rola à partir das 13h (de Brasília), no Etihad Stadium, na cidade de Manchester.

Os Citizens, líderes isolados da Premier League com 75 pontos, estão cada vez mais embalados na temporada. Com a classificação praticamente encaminhada na Champions League após golear o Basel por 4 a 0 fora de casa, os comandados de Pep Guardiola estão vindo de duas vitórias arrasadoras sobre o Arsenal por 3 a 0, tendo uma delas sagrado o clube de Manchester o campeão da Copa da Liga Inglesa.

Os Blues encontram-se na quinta colocação, com 53 pontos, cinco a menos que o quarto colocado Tottenham, e não atravessam bom momento na temporada. Antes disputando a vice-liderança com o Manchester United, agora o clube londrino sequer encontra-se dentre os classificados para a UCL. Após empate frustrante contra o Barcelona e derrota de virada no clássico diante dos Red Devils, o Chelsea precisa mais do que nunca de uma grande vitória se ainda quiser almejar algo na temporada.

No último duelo entre os dois, vitória do City por 1 a 0 em gol anotado por De Bruyne. Naquela ocasião, ainda havia dúvidas de quais eram as perspectivas dos dois clubes na temporada. A vitória dos Citizens, então, pode ser considerada um divisor de águas para ambas as campanhas, uma vez que Agüero e companhia permanecerem arrasadores na temporada, enquanto os comandados de Antonio Conte intercalaram muito em seu desempenho durante a competição.

Último duelo das equipes foi acirrado e decidido nos detalhes. (Foto: Ian Kington / Getty Images)
Último duelo das equipes foi acirrado e decidido nos detalhes (Foto: Ian Kington / Getty Images)

Detentor do melhor ataque e da melhor defesa, City tenta mais um grande triunfo

Com 82 gols marcados e apenas 20 sofridos, o City é o dono do melhor ataque e da melhor defesa - dividindo essa com o maior rival, Manchester United - da competição. Esses são os maiores indicadores do porquê o sentimento que o campeonato já tem um campeão desde o primeiro turno, pois não é apenas um futebol bem jogado, é também um modelo muito bem efetuado.

Tendo vencido absolutamente todos os clubes que integram o top six da Premier League ao menos em uma oportunidade na temporada, a equipe do Norte da Inglaterra vai em busca de mais uma vitória diante do Chelsea, agora sob seus domínios - algo que não acontece desde um 3 a 0 em 2015.

Além do incrível número de gols marcados após 28 rodadas - o maior desde a campanha de 1962-63 do Tottenham - e do recorde de pontos após essa mesma quantidade de jogos, o City possui outro número absurdo: são 13 vitórias consecutivas em casa, marcando ao menos duas vezes em todas elas - embora tenha mantido a meta de Ederson intacta em apenas duas oportunidades das últimas nove.

Mesmo que o Chelsea seja o adversário o qual os Citizens mais perderam na Premier League (24), o momento é muito mais favorável para a equipe de Guardiola, que contará com o faro de gol de Sergio Aguero: cinco gols nas últimas quatro partidas diante dos adversários deste domingo e das assistências cirúrgicas do belga De Bruyne: 14 ao total, sendo o maior garçom da competição.

Para a partida, Fernandinho, Benjamin Mendy e Fabian Delph seguem como desfalques - os dois primeiros por lesão e o último cumprindo seu derradeiro jogo de suspensão. Sterling e Walker passarão por últimos testes e devem ser relacionados para a partida.

Dupla pode decidir mais uma vez a favor dos Citizens (Foto: Getty Images Sport - MB Media)
Dupla pode decidir mais uma vez a favor dos Citizens (Foto: Getty Images Sport - MB Media)

O comandante do Manchester City, Pep Guardiola pregou imenso respeito aos adversários durante a coletiva, valorizando toda a qualidade do atual campeão inglês.

"Agora, enquanto estamos sentados aqui, eles são os atuais campeões. Queremos pegar esta coroa, mas, não muito tempo atrás, eles fizeram coisas incríveis. Eles podem fazê-lo novamente. Eles têm o mesmo gerente, quase os mesmos jogadores. Eles trabalharam  durante toda a semana se preparando para o jogo, então é mais um desafio", afirmou o catalão.

Em busca da vaga na Champions League, Blues tentam não estagnar na competição

Do título da temporada passada pra cá muita coisa mudou, tanto no Campeonato Inglês quanto no Chelsea. Após perder Diego Costa e Nemanja Matic, os londrinos não se reforçaram da melhor maneira e viram Antonio Conte perder as rédias do elenco em meio a tomadas de decisões controversas e problemas com a diretoria.

Com um péssimo desempenho nas recentes partidas da PL, perdeu três dos últimos quatro jogos - tanto quanto eles tinham perdido até a 23ª rodada da competição. Além disso, os Blues possuem apenas duas vitórias em 10 partidas fora de casa somando todas as competições, vencendo apenas um de quatro confrontos diante do top six inglês.

O time, em caso de derrota, pode somar mais um recorde negativo junto ao seu treinador: poderá ser a primeira vez que Conte perde três jogos consecutivos fora de casa como treinador e a primeira vez em 14 anos que o Chelsea sofre quatro derrotas imediatas em todas as competições.

Embora a prévia não seja animadora para o torcedor londrino, nada está perdido. O clube conta com a ótima fase de Willian, que marcou quatro gols nos últimos três jogos e de Eden Hazard, que balançou as redes em quatro oportunidades e deu quatro assistências nos últimos sete embates diante do Manchester City.

Como desfalques, Ampadu, David Luiz e Bakayoko não poderão jogar a partida por estarem no departamento médico. Já Ross Barkley, treinou durante a semana e pode figurar entre os relacionados da equipe.

Dupla é a maior esperança para que os Blues saiam de campo vitoriosos (Foto: Getty Images - Sport Mike Hewitt)
Dupla é a maior esperança para que os Blues saiam de campo vitoriosos (Foto: Getty Images - Sport Mike Hewitt)

O italiano Antonio Conte elogiou a equipe adversária, afirmando que já era muito boa na temporada passada, estando num nível mais elevado atualmente, destacando o poderio financeiro do City e as poucas fraquezas que o time possui. O treinador ainda afirmou que o clube brigará pela vaga na Champions League.

"Eu acho que a temporada passada, o Manchester City sempre já era uma equipe fantástica. Neste momento eles parecem imparáveis. Às vezes, é muito difícil encontrar uma fraqueza nesta equipe, eles tem a possibilidade de gastar muito dinheiro, quando você liga esta situação a um bom gerente emuito dinheiro para gastar no mercado de transferências, uma mesma ambição, este é o resultado final. Devemos estar prontos para lutar e tentar conseguir uma vaga para a próxima temporada na Liga dos Campeões".

VAVEL Logo