Torcida homenageia "La Pulga", mas Tucumán perde para Defensa y Justicia
Divulgação/Club Atlético Tucumán

No duelo entre Atlético Tucumán e Defensa y Justicia, uma partida repleta de erros de passe, impedimentos marcados e faltas cometidas. Neste domingo (04), o Hancón visitou o Decade, e venceu no Monumental José Fierro, pela 18ª rodada da Superliga Argentina 2017/18. O único gol da partida foi marcado por Ciro Rius.

No primeiro tempo, foi possível enxergar um jogo completamente sonolento, com pouco ímpeto ofensivo de ambas equipes e somente duas finalizações ao gol. Salvo aos sete minutos, quando a torcida do time da casa homenageou o experiente Luis Miguel Rodríguez, por converter-se no maior artilheiro do clube em torneios nacionais - o “Pulga” alcançou tal feito no empate por 2-2 contra o Argentino Juniors, no dia 17 de fevereiro.

Já na segunda etapa, a partida teve uma melhora considerável, até que saiu o único gol do compromisso. Aos 30 minutos, Batalla falhou após uma finalização de longe de Tomas Pochettino, a bola sobrou nos pés de Tijanovich, que tocou para Ciro Rius, livre, sem marcação, marcar o seu terceiro gol no Campeonato Argentino.

Nos acréscimos, uma polêmica: Melo chutou e a bola explodiu no braço de Toledo. Apesar do pedido da equipe mandante por uma possível marcação de pênalti, o árbitro Silvio Trucco entendeu que o jogador não teve a intenção de tocar na bola com sua mão, e mandou a partida seguir normalmente. 

Com esse revés, o Decano estaciona na 13ª posição, com 25 pontos. Enquanto o Defensa chega aos 28 pontos e sobe para a décima posição momentaneamente, chegando à zona de classificação para a Sul-americana. Na sexta-feira (09), o Tucumán visita o vice-líder Talleres, às 21h15. Enquanto o Defensa y Justicia recebe o Belgrano, às 19h da segunda-feira (12), mas antes disso vai à Cali, enfrentar o América, para tentar avançar de fase na Copa Sul-Americana, após sair derrotado por 1 a 0 na Argentina.

VAVEL Logo