Dupla HD decide, Juventus vira sobre Tottenham em jogo eletrizante e vai às quartas da UCL

Gonzalo Higuaín pareceu ter surgido do nada para classificar a Juventus às quartas de final da Uefa Champions League. Depois de ver os italianos serem dominados por um avassalador Tottenham na primeira etapa, o camisa 9 e seu compatriota Dybala marcaram duas vezes em três minutos, viraram a partida e garantiram vitória por 2 a 1, que reverteu o empate em 2 a 2 no jogo de ida, e foi suficiente para a classificação.

Os donos da casa foram muito superiores na primeira etapa e o placar de 1 a 0, com gol do excelente Heung-Min Son, foi até pequeno para o intervalo. No entanto, na segunda etapa, principalmente depois da entrada de Lichtsteiner, a Juventus aproveitou a queda física e de ritmo dos ingleses e conseguiu virar. Primeiro, com Higuaín, que aproveitou desvio de Khedira e empurrou dentro da pequena área. Depois, com Dybala, que recebeu enfiada de bola perfeita do compatriota e companheiro de ataque e bateu perfeitamente, cara a cara com Lloris.

Agora, os italianos terão de esperar o sorteio para descobrir seu adversário na próxima fase da competição europeia, enquanto seguem à carga por mais um título italiano. No próximo domingo (11), os bianconeri enfrentam a Udinese, pela Serie A. O Tottenham, mais uma vez eliminado nas oitavas de final da Champions, visita o Bournemouth, no mesmo dia, pela Premier League.

Son passeia pela esquerda e acaba premiado com gol no fim da primeira etapa

Depois de se emocionar com a homenagem a Davide Astori, o goleiro Gianluigi Buffon mostrou que segue com os reflexos em dia. Em jogada de Heung-Min Son, que levava vantagem sobre Barzagli, o camisa 1 da Juve fez excelente defesa em boa finalização de canhota do sul-coreano. Menos de cinco minutos depois, Douglas Costa cortou por dentro e buscou Higuaín na segunda trave, mas o argentino não alcançou o cruzamento. Aos 12, Chiellini se complicou ao tentar desarmar Kane com um carrinho e por pouco não colocou a mão na bola dentro da área. Na sequência, o centroavante dos Spurs acabou desarmado.

Poucos minutos depois, Kane levou vantagem sobre o camisa 3 da Velha Senhora, driblou Buffon e, com o gol vazio, acabou perdendo o ângulo e chutando na lateral da rede. Aos 20, Buffon voltou a salvar grande chance de Son, que subiu com toda a liberdade do mundo na segunda trave e testou com estilo. Aos 31, foi a vez de Dele Alli aproveitar corte ruim de Benatia para soltar uma pancada de fora da área, para mais uma boa defesa de Buffon.

O camisa 7 sul-coreano, aliás, estava inspirado. Recebendo no mano a mano contra Chiellini, puxou pra perna esquerda, bateu cruzado e rasteiro, mas a redonda passou rente à trave esquerda da Juve. Logo depois, o placar foi aberto numa finalização até ruim de Son. Eriksen recebeu com muita liberdade entre as linhas de marcação bianconeri, tocou para Dele Alli, que foi travado na pequena área. No rebote, a redonda ficou à feição para Son abrir o placar, em chute mascado que Buffon, já caído, não conseguiu defender.

Son foi o melhor jogador do Tottenham na partida (Foto: NurPhoto via Getty Images)
Son foi o melhor jogador do Tottenham na partida (Foto: NurPhoto via Getty Images)

A resposta da Juventus foi imediata. Em jogada pela direita, com Douglas Costa, o cruzamento desviado sobrou nos pés de Alex Sandro, que escorou para Pjanic. O bósnio pegou de primeira, mas chutou à direita.

Higuaín empata, dá passe para gol da virada e decide classificação da Juventus

No começo da segunda etapa, o panorama não foi muito diferente do que se viu nos primeiros 45 minutos. A Juventus tinha sérias dificuldades para armar jogadas e sair tocando, e dependia de jogadas individuais de Douglas Costa. Enquanto isso, o Tottenham seguia sendo mais eficiente quando tinha a bola e chegava mais, mesmo não assustando tanto.

Aos 13, a primeira boa oportunidade, como de praxe, veio com Heung-Min Son. Depois de receber uma pancada de Barzagli, recebeu com espaço pela esquerda, balançou pra cima do camisa 15 da Juve e bateu de direita, mas mandou por cima do gol. Na primeira chegada da Juve, cinco minutos depois, Asamoah recebeu bom passe de Alex Sandro, fez o cruzamento e, depois de desvio, Dybala emendou num voleio, mas pegou torto e chutou para fora.

Aproveitando a queda de ritmo dos Spurs, a Juventus resolveu jogar bola. Depois que Benatia saiu para a entrada de Lichtsteiner, o suíço fez boa jogada pela direita, levantou na área e Khedira desviou para que Gonzalo Higuaín, na primeira finalização correta da Velha Senhora, empatasse a partida. E não deu nem tempo de comemorar direito: logo depois, Higuaín recebeu, fez um pivô de manual, enfiou bola perfeita para Dybala, que ganhou na velocidade e, cara a cara com Lloris, definiu bonito e virou o jogo.

Empatou, pegou a bola, correu para o meio e deu passe para a virada. Gonzalo Higuaín contra o Tottenham (Foto: MB Media/Getty Images)
Empatou, pegou a bola, correu para o meio e deu passe para a virada. Gonzalo Higuaín contra o Tottenham (Foto: MB Media/Getty Images)

Precisando de um gol para não ser eliminado no tempo normal, o Tottenham tentava de todas as formas, colocando praticamente todo seu time na intermediária de ataque, mas parou repetidas vezes em Chiellini, que cortou cruzamento perfeito de Son para Kane, que chegaria tocando para o gol vazio. Aos 36, Son recebeu pela direita, tentou o drible e rolou para Christian Eriksen, que bateu com direção, mas viu Asamoah desviar pela linha de fundo. Logo depois, o sul-coreano tentou de fora da área e a bola tirou tinta da trave.

Praticamente no último lance do jogo, Kane recebeu cruzamento de Davies - em condição de impedimento - testou para o gol, a bola acertou a trave e ninguém sabe como não entrou. Fato é que a redonda ficou sobre a linha e Barzagli afastou antes que mais alguém empurrasse para o fundo das redes.

VAVEL Logo