De 'ótima geração' a realidade: Martinez projeta conquistas à seleção belga
Foto: Reprodução/Facebook

De 'ótima geração' a realidade: Martinez projeta conquistas à seleção belga

Técnico quer transformar talento da seleção belga em conquistas

Layla
Layla Silva

Nos últimos anos, a Bélgica esteve nos holofotes por mostrar belo futebol e encantar amantes do esporte. Em 2016, Martínez assumiu o comando da seleção com a responsabilidade de tornar talento em resultados. Seu antecessor, Marc Wilmots, levou a Bélgica às quartas de final do último Mundial e da Eurocopa. Agora, a seleção belga chega forte à Copa do Mundo de 2018. Mas, o que esperar dela? 

Para Martinez, o melhor possível. O atual treinador da forte seleção demonstra se preocupar com os mínimos detalhes, como, por exemplo, ensinar aos jogadores a história da equipe que defendem. Para a Copa do Mundo, ele sonha construir um feito para que seja lembrado no futuro como o técnico capaz de converter uma geração tão badalada em uma equipe vencedora.  A melhor campanha belga em uma Copa foi o quarto lugar em 1986.

"Quando você é um dos favoritos, tem uma porta psicológica que precisa abrir, uma crença de que pode ganhar a Copa. Se alguma geração anterior nunca fez isso, é difícil para um jogador acreditar que isso será possível", disse o treinador ao jornal inglês The Telegraph.

O técnico espanhol passou 20 anos na Inglaterra. Comandando o Everton, teve seu maior destaque. Agora, na seleção, ele busca levar ajudar a equipe a se acostumar com a mentalidade vencedora. Para isso, Martinez conta com o campeão mundial em 1998 Thierry Henry. O francês é auxiliar técnico e ajuda no trabalho a transformar a ótima geração em vencedora. 

"Copas do Mundo não entendem sobre gerações douradas ou grandes reputações. É preciso ser um time capaz de atuar. Quero fazer com que aquilo que todos chamam de ‘geração de ouro da Bélgica’ seja um time que desfrute da responsabilidade que carrega", declarou o comandante. 

Com De Bruyne, Lukaku e Fellaini, nas eliminatórias, o trabalho realizado trouxe perspectivas. A Bélgica ganhou nove e empatou uma vez em dez jogos, com uma média de três gols por partida. Na formação de 3-4-3, a equipe mostrou bom futebol e renovou as esperanças de seus seguidores para a Copa do Mundo, na Rússia. 

VAVEL Logo

    Futebol Internacional Notícias

    há 13 horas
    há 15 horas
    há 15 horas
    há 9 horas
    há 17 horas
    há 15 horas
    há 18 horas
    há 18 horas
    há 19 horas
    há um dia
    há um dia