Mourinho espera superação rápida após eliminação em casa: "Não temos tempo para dramas"

Português elogiou atitude da equipe e afirmou que Sevilla controlou o jogo na vitória por 2 a 1, em pleno Old Trafford

Mourinho espera superação rápida após eliminação em casa: "Não temos tempo para dramas"
Foto: Divulgação / manutd.com

O Manchester United foi eliminado para o Sevilla e está fora da disputa pela Uefa Champions League, sendo eliminado ainda nas oitavas de final após perder em Old Trafford por 2 a 1 - a partida de ida terminou sem gols. 

José Moruinho, técnico do Manchester United, analisou a situação em que o time sofreu os gols durante a partida, afirmando que o primeiro gol em uma partida desse estilo é sempre muito importante, salientando também que o segundo gol da equipe espanhola deixou a situação irreversível.

"Eu acho que o primeiro gol sempre será importante nesta partida, não apenas por causa do resultado do jogo de ida (um empate sem gols), mas também por causa do perfil da partida (oitavas de final de Champions). Tentamos, desde o primeiro minuto, ser agressivos e ser intensos e poderíamos encontrar algumas semelhanças entre este jogo e o início contra Liverpool no último fim de semana. Mas então, não marcamos e o Sevilla manteve progressivamente a bola, eles ficaram bastante confiantes de ter a posse, nos esconder a bola e controlar o jogo. Apesar disso, não tivemos problemas no primeiro tempo. Na segunda metade, tivemos boas chances de marcar. Tivemos abordagens boas e perigosas para a meta deles. Eles marcaram um gol e, a partir desse momento, tudo se tornou muito mais emocional e muito mais difícil, e o segundo gol, tornou tudo quase impossível", afirmou o treinador.

Ele comentou sobre a postura da equipe, elogiando as jogadas criadas e a atitude durante o confronto, mesmo que salientando o controle de jogo exercido pela equipe do técnico Vincenzo Montella.

"Nós sempre queremos mais qualidade e movimentação, mas os jogadores foram completamente livres para isso e nós tivemos boas situações. Eu vi apenas uma na minha frente no melhor momento do primeiro tempo com Antonio Valencia, Jesse Lingard e Marcus Rashford, que é exatamente o que trabalhamos e isso é exatamente o que queremos. Tivemos boas situações, tivemos bons momentos. Não creio que tivéssemos controle do jogo porque o oponente teve isso, mas não posso dizer que meus jogadores tiveram algo errado em termos de sua atitude e sua intenção de jogar".

O português também comentou sobre a tristeza dos jogadores no vestiário, o que para ele é algo que o deixa feliz, por ver como os jogadores se afetaram. No entanto, afirmou não ter ter tempo para ficar triste de forma prolongada, de modo tal que espera foco dos mesmos na volta aos treinamentos para o seguimento das competições que restam ao clube - Premier League e FA Cup.

"Todo mundo está triste e eu disse aos jogadores no vestiário que estou feliz com essa tristeza. Realmente feliz com isso. Não há tempo para ficar triste por muito tempo, no entanto. Temos uma partida no sábado e espero que os jogadores estejam de volta aos treinamentos e focados nesse importante jogo. Eu disse a eles para as duas partidas contra Sevilla e Brighton, se você ganhar, você está dentro e, se perder, você está fora", comentou José.

Por fim, ele reiterou que não há tempo para dramas, disse ser assim que o futebol funciona, avaliando também a situação de outros clubes ingleses quanto as competições que restam e as ambições do United para o final da temporada.

"Sim, temos que nos atentar para ganhar a FA Cup e terminar nos quatro primeiros. Mas uma equipe fantástica como o Tottenham tem exatamente o mesmo desejo que nós para fazer isso. Liverpool tem a Liga dos Campeões, mas não tem a FA Cup e isso é futebol e é a vida. Perdemos e amanhã é outro dia. Não temos tempo para dramas. Temos que trabalhar porque, no sábado, temos outra partida importante", finalizou.

O Man United volta a campo no próximo sábado (17), às 16h45, quando recebe o Brighton, pelas quartas de final da FA Cup.