Sai zica! Arsenal vence Milan de virada e se classifica às quartas da Europa League
Welbeck marcou dois gols (Foto: Divulgação/Arsenal)

Depois de surpreender em Milão, o Arsenal duelou contra o Milan e defendeu boa vantagem nesta quinta-feira (15) na volta das oitavas de final da Uefa Europa League 2017/18​. No duelo realizado no Emirates Stadium, em Londres, os ingleses levaram a melhor ante os italianos e garantiram classificação - pela primeira vez após sete anos amargando eliminação na fase em questão - com vitória por 3 a 1, com gols sendo assinalados por Welbeck, duas vezes, e Granit XhakaÇalhanoglu fez pelos rossoneri.

Com a vaga garantida nas quartas de final, os gunners agora esperam o adversário e seguem vivos na disputa pelo título continental inédito. O sorteio vai ser realizado nessa sexta-feira (16) às 8h (de Brasília), na sede da Uefa em Nyon, na Suíça. A partida de ida está marcada para o dia 5 de abril, com a volta na semana seguinte, no dia 12.

Pênalti mal marcado e um gol para cada

Precisando reverter a desvantagem em casa, o Milan começou indo ao ataque e teve a primeira chance antes até do primeiro minuto de jogo. Borini avançou pelo lado direito em velocidade, cruzou rasteiro para a área e André Silva, que chegou como uma bala, finalizou na rede pelo lado de fora.

Ainda assim, a partida ficou bastante equilibrada, com as dois equipes buscando atacar e sair em vantagem. O Arsenal, que parecia estar bem à vontade com o que construiu ainda na ida, fez do contra-ataque uma arma para criar oportunidades e assim quase abriu o placar. Welbeck ganhou de Bonucci e finalizou de canhota, mas Donnarumma impediu com os joelhos.

Os milanistas continuaram com intensidade e conseguiram marcar em um golaço de Çalhanoglu. O turco disparou na intermediária e soltou o pé, acertando o canto esquerdo de Ospina com muita curva e levou os torcedores presentes ao Emirates Stadium ao delírio, fazendo com que a maioria ficasse calada.

Gol de Welbeck, em pênalti inexistente, evitou derrota do Arsenal ao intervalo (Foto: Divulgação/Arsenal)
Gol de Welbeck, em um pênalti inexistente, evitou a derrota do Arsenal ao intervalo (Foto: Divulgação/Arsenal)

Não demorou muito, porém, a comemoração italiana, com os gunners chegando ao empate três minutos depois em um pênalti inexistente. O atacante Welbeck se enroscou com Ricardo Rodríguez dentro da área e o árbitro de fundo assinalou falta do lateral-esquerdo suíço, gerando a revolta dos visitantes. O mesmo Welbeck bateu de um lado, o arqueiro caiu no outro e o marcador ficou igualado.

Já na reta final, o confronto permaneceu intenso, porém quem chegou próximo de marcar foram os ingleses, quando Wilshere arrematou de fora da área e obrigou o goleiro adversário a fazer a intervenção. Após o susto, coube aos rossoneri se segurarem e levarem a igualdade para o intervalo.

Arsenal marca mais um e garante vaga

Para o segundo tempo, os técnicos optaram por não realizar nenhuma modificação, demonstrando satisfação com o que foi apresentado nos primeiros 45 minutos. Ainda assim, a primeira oportunidade criada foi em favor dos mandantes, quando Mkhitaryan recebeu passe no lado esquerdo e chutou de primeira para intervenção de Donnarumma.

Em sequência, os visitantes mostraram que estavam vivos na disputa e chegaram perto de voltar a ficar em vantagem no placar. Após troca de passes na intermediária, a bola sobrou para Suso bater da entrada da área e mandar à esquerda do gol, dando um susto em Ospina, que até tentou pular na jogada.

A persistência italiana em busca da classificação seguiu e Kalinić, que acabara de entrar na vaga de Cutrone, teve a chance de estufar a rede. Bonucci arrancou em velocidade pela direita saindo da defesa e cruzou na medida para o centroavante, que cabeceou firme e Ospina interveio sem dificuldades.

Milanistas até tentam, mas são eliminados para Gunners na Europa League
Milanistas até tentam, contudo são eliminados para gunners na Uefa Europa League (Foto: Divulgação/Milan)

Mesmo com insistência, os gunners que conseguiram marcar mais um tento. Granit Xhaka arriscou de longe e Donnarumma falhou quando tentou encaixar a bola, que morreu no fundo do barbante, fazendo os torcedores londrinos irem ao delírio e fazerem a festa no Emirates por ficarem à frente no marcador.

Nem por isso os rossoneri deixaram de atacar, sendo empurrados por seus adeptos presentes às arquibancadas, que não pararam de cantar. Borini levantou na pequena área e André Silva cabeceou para milagre do goleiro colombiano, que impediu uma nova igualdade no placar em Londres.

Já próximo da reta final, no entanto, os mandantes quebraram o jejum de sete temporadas sem avançar das oitavas de final em competições europeias. Depois de cruzamento na área, Ramsey subiu e testou para defesa do jovem arqueiro. No rebote, Welbeck mostrou estar atento e, livre de marcação, tocou para o fundo do gol, dando números finais ao duelo.

VAVEL Logo