A sexta-feira na Superliga: Central bate Chacarita com dois de Maziero; Lanús vira contra Colón
Foto: Divulgação/Lanús

Nesta sexta-feira (16), duas partidas abriram a 20ª rodada da Superliga Argentina 2017/18. Às 19h15, o Rosário Central derrotou o Chacarita por 3 a 1, no Gigante de Arroyito, com gols de Alfonso Parot, aos 13’, e Agustin Maziero, aos 82’ e aos 87’; Elías Alderete marcou para o Chacarita aos 16’. Mais tarde, no Cementerio de Elefantes, o Lanús venceu o Colón por 2 a 1, de virada, com gols de Lautaro Acosta, aos 60, e Bruno Vides, aos 68 minutos; cobrando pênalti, Alan Ruiz havia aberto o placar para os mandantes.

Com dois gols de Maziero, Rosário Central vence e afunda ainda mais o Chacarita:

Na noite rosarina, o atacante Fernando Zampedri quase abriu o placar logo aos 4 minutos, mas a bola explodiu no travessão. 

Mas o Canalla não tardou muito para abrir o placar. Aos 13’, Leonardo Gil, que já tem oito assistências na Superliga, cobrou uma falta perfeita na área e o chileno Alfonso Parot (como na partida contra o Vélez) anotou de cabeça o 1 a 0.

Momentos depois, foi o próprio Parot quem gerou o empate do Chacarita. Aos 16, após bobeada do lateral-esquerdo na entrada da grande área, a bola sobrou para o centroavante Elías Alderete, que finalizou duas vezes para marcar o seu primeiro gol no torneio e empatar a partida.

O Chacarita, em situação complicada pela sua posição na tabela de promedios, se mostrou tranquilo em Rosário. Atuou em um prodígio 4-4-1-1, dominando o meio-campo. Assim foi somando terreno e mantendo a posse da bola, com a tranquilidade necessária para virar o placar, mas faltou precisão no último terço do gramado para estabelecer essa superioridade.

Na segunda etapa, o treinador Leonardo Fernández tentou corrigir os erros do primeiro tempo com as entradas de Washington Camacho, Federico Carrizo e Agustín Maziero. Colocou José Luís Fernández ao lado de Gil, e deixou Pachi livre para jogar pelo lado esquerdo. O meia terminou sendo fundamental para o triunfo, pelas assistências e pela dinâmica que viria a dar à equipe.

Aos 37’, após receber belo passe em profundidade de Fernández, Carrizo cruzou para Maziero, que com um peixinho, botou o Central em vantagem, para delírio dos canallas

Cinco minutos depois, a dupla voltou à funcionar: lançamento de Carrizo para Maziero, que aplicou uma meia-lua em Petril e finalizou forte, marcando um golaço. Em sua segunda partida como profissional, o jogador de 20 anos marcava seu segundo gol, para fechar o placar em Rosário.

R
Divulgação: Rosário Central/Twitter

Entretanto, apesar do 3 a 1, o Central venceu de forma injusta, já que atuou de maneira tão desorganizada. O Chacarita teve dois contra-ataques que não pôde converter em gol e por isso volta com as mãos vazias para Villa Maipu.

Com a vitória, o Rosário Central chega aos 28 pontos, ocupando momentaneamente a 13ª posição. Na próxima rodada, o clube enfrenta o Patronato, em Paraná.

Já o Chacarita, permanece na antepenúltima colocação, com 14 pontos. Com o pior promédio entre os 28 da Superliga (0.700), o clube vê o rebaixamento de maneira iminente. Recebe o lanterna Arsenal  na próxima rodada.

Lanús aproveita os erros do Colón e vence em Santa Fé:

Como é possível perder uma partida com dois pênaltis a favor antes dos 20 minutos do primeiro tempo? O Colón mostrou como: uma combinação de displicência, irresponsabilidade y erros graves. Javier Correa perdeu um pênalti, Matías Frtizler foi expulso infantilmente e Alexander Domínguez cometeu um error de principiante.

Se houvesse a maneira perfeita de começar uma partida, seria da seguinte forma: com dois pênaltis marcados antes dos 20‘, estes separados por dois minutos.

O primeiro em Cristian Bernardi, o segundo em Ruiz. Mas o problema foi que dessas duas penalidades, o Sabalero aproveitou somente uma. O primeiro pênalti foi cobrado de maneira perfeita por Alan Ruiz, abrindo o placar. O segundo foi cobrado por Javier Correa, que também bateu bem, mas viu o goleiro Esteban Andrada voar no canto e realizar uma baita defesa. A bola bateu na trave e saiu em escanteio.

O Lanús ainda contou com a expulsão de Matías Fritzler para voltar ao jogo: aos 45 minutos, o volante recebeu o segundo cartão amarelo e deixou sua equipe com dez jogadores em campo. 

Na segunda etapa, não demorou à reagir o treinador Ezequiel Carboni: colou o meia-atacante Gastón Lodico no lugar do lateral-esquerdo Dario Cáceres. Como era de se esperar, o Lanús começou a ter controle total da posse de pelota e a trocar passes perto da área dos mandantes. Mas era difícil ao Granate gerar perigo. Até que recebeu um presente inesperado do goleiro Alexander Domínguez e empatou: o equatoriano foi afastar um cruzamento de mão trocada, "furou" a bola e Lautaro Acosta não perdoou. 1 a 1.

O gol encheu de coragem os visitantes. Seguiram buscando. E oito minutos depois, aos 23’, Bruno Vides recebeu linda assistência do uruguaio Alejandro Silva, para marcar e virar a partida para o Lanús. 

Aos 25 minutos, o zagueiro Rolando García foi expulso, fazendo retornar a igualdade numérica. O treinador Eduardo Domínguez colocou o time pra frente, com as entradas de Diego Vera, Cristian Guanca e Marcelo Estigarribia. Mas com uma excelente atuação de Andrada, o Lanús se segurou e levou os três pontos.

Após uma sequência de cinco partidas sem derrota, o Colón voltou a perder e perdeu a oportunidade de entrar na zona de classificação para a Libertadores. Na 8ª posição, com 31 pontos, o clube visita o Godoy Cruz na próxima rodada.

O Lanús, que volta a vencer fora de casa depois de mais de cinco meses, ocupa a 19ª posição, com 23 pontos. Na próxima rodada, recebe o San Lorenzo no Ciudad de Lanús.

VAVEL Logo