Spalletti aprova atuação da Inter contra Sampdoria e relembra 'psicologia reversa'

Treinador nerazzurro elogiou equipe após a vitória em Gênova e disse que suas críticas fizeram o time reagir

Spalletti aprova atuação da Inter contra Sampdoria e relembra 'psicologia reversa'
Spalletti gesticula à beira do campo (Foto: Claudio Villa/FC Internazionale)

Internazionale foi até Gênova neste domingo (18) e não teve conhecimento dos donos da casa. Em grande atuação do argentino Mauro Icardi, que marcou quatro gols, a equipe nerazzurra goleou a Sampdoria por 5 a 0 e se manteve forte na briga por uma vaga na Uefa Champions League.

Posterior ao empate amargo com o Napoli por 0 a 0, na semana passada, o técnico Luciano Spalletti fez duras críticas aos seus jogadores. Na ocasião, o comandante reclamou que faltou qualidade ao time e que não conseguiu fazer com que eles jogassem melhor.

Em entrevista concedida após a vitória sobre a Sampdoria, o treinador relembrou suas falas e insinuou que sua 'psicologia reversa' fez com que os jogadores mostrassem sua força na partida deste domingo. 

"O objetivo das minhas palavras era levar os jogadores a fazerem algo a mais e dar-lhes a força que eu acredito que eles têm", afirmou ao Mediaset Premium. "Eu não sei o que garante a vitória, mas eu sei o que garante a derrota e isso é cumprimentar os jogadores independentemente do que eles realmente fazem", complementou.

Dominando o jogo durante os 90 minutos, a Beneamata contou com uma grande apresentação coletiva, diferente dos últimos jogos. O desempenho contra um adversário complicado rendeu elogios de Spalletti.

"Eu gostei da forma como a equipe interpretou o jogo de hoje, contra um oponente difícil e que move a bola rapidamente e mostrou sua qualidade em momentos. Não permitimos que Sampdoria fizesse algo hoje e o coletivo funcionou. Nós jogamos em equipe e queríamos a vitória a todo custo."

A boa atuação diante da Sampdoria pode fazer com que os torcedores pensem que os resultados ruins do início de 2018 poderiam ter sido evitados, já que a equipe estava na briga pelo Scudetto. Para o treinador, o momento não é para se lamentar do que já aconteceu e que o importante é pensar nos confrontos que estão chegando.

"Não podemos ter arrependimentos sobre o que aconteceu, já perdemos muito tempo. É melhor se concentrar na próxima partida e jogar da mesma forma", concluiu.