Vivendo ótima fase no Racing, Centurión se envolve em
escândalo na Argentina

Mais uma vez, o extracampo volta a ofuscar o futebol de Ricardo Centurión. Nesta segunda-feira, o atleta do Racing cruzou o sinal vermelho de um semáforo e se negou a fazer o teste do bafômetro. Sem os documentos do veículo, ainda insultou os agentes de trânsito.

Divulgação: Diário Olé
Divulgação: Diário Olé

“Advertimos que um veículo preto havia ultrapassado um semáforo, que estava com o sinal vermelho, pondo em risco um grupo de crianças que se dirigia ao colégio e interrompemos o carro imediatamente. Os inspetores dizem que Ricky não estava bem e cheirava à álcool", contou Diego Kravetz, secretário de segurança em Lanús.

Centurión foi contratado pelo Racing em 17 de janeiro, pelo valor de quatro milhões de euros, pagos ao Genoa, da Itália. Pela Academia, ele apresenta bons números, com quatro gols e seis assistências em nove jogos.

Seu melhor momento na carreira ocorreu pelo próprio Racing, onde foi um dos protagonistas da vitoriosa campanha do Campeonato Argentino de 2014. Após isso, foi contratado pelo São Paulo, mas não conseguiu se destacar. Foi emprestado para o Boca Juniors em 2016 e voltou a brilhar, conquistando novamente o título nacional e sendo vendido em seguida para o time italiano. Lá, não conseguiu conquistar seu espaço e não vinha sendo relacionado para as partidas do Genoa.

Apesar de possuir um potencial tremendo para jogar futebol, Ricky também tem uma facilidade tremenda para se envolver em confusões. No ano passado, iniciou uma briga em uma casa noturna, em Buenos Aires, após se recusar a tirar fotos com torcedores bosteros. Enquanto atleta do Boca, se envolveu em outras confusões: acidente automobilístico, acusação de agressão à ex-namorada, briga com seus companheiros de clube e teve fotos segurando armas publicadas nas redes sociais.

VAVEL Logo