Islândia anuncia boicote diplomático à Copa do Mundo de 2018
Islândia anuncia boicote diplomático à Copa do Mundo de 2018

A Islândia anunciou na tarde desta segunda-feira (26) que irá realizar um boicote diplomático à Copa do Mundo da Rússia deste ano a partir do dia 14 de junho, de acordo com a AFP

O boicote se deu devido a grande tensão entre Moscou e outros países ocidentais. Após polêmicas envolvendo o caso do ex-espião russo Sergei Skripal, que teria sido vítima de uma tentativa de assassinato na Inglaterra no início deste mês foram o ponto máximo de tensão envolvendo os países. O Reino Unido, então, decidiu expulsar 23 diplomatas russos e não enviar autoridades ao país para representar o país durante a Copa do Mundo. 

Com o boicote diplomático, as autoridades da Islândia não irão comparecer a Rússia. A medida não implica à seleção islandesa. 

Confira, na íntegra, o comunicado oficial do governo da Islândia

O governo da Islândia decidiu participar de uma ação conjunta dos países ocidentais devido ao ataque com armas químicas na cidade inglesa de Salisbury, no começo do mês. O ataque é uma violação grave do direito internacional e uma ameaça à segurança e à paz na Europa. Armas químicas não foram aplicadas no continente desde o final da Segunda Guerra Mundial. A reação do governo russo ao ataque até agora não foi convincente e suas declarações inacreditáveis.

Os nossos compatriotas dos países nórdicos, muitos países parceiros da Aliança Atlântica, e os principais estados membros da UE decidiram agir contra o governo russo. Na maioria dos casos, esses estados se referem a governantes russos do país. O envolvimento da Islândia é que todas as reuniões bilaterais com autoridades russas e de alto escalão serão adiadas indefinidamente. Com essa decisão, os líderes islandeses não comparecerão à Copa do Mundo na Rússia no próximo verão (na Europa).

VAVEL Logo